Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Setembro 10, 2017
Documentário Mais ou Menos Recomendável

"O Jardim das Aflições"
2017
Direção: Josias Teófilo


DOCUMENTÁRIO TENTA APRESENTAR O POLÊMICO FILÓSOFO A UM NOVO E MAIOR PÚBLICO, MAS, PERDE-SE NA CONTEMPLAÇÃO EXCESSIVA AO SEU PERSONAGEM
Algumas produções estão fadadas à polêmica, ainda mais nesses tempos de polarização cada vez maior das ideologias. Numa espécie de "Guerra Fria moderna", onde só se pode ter dois lados, como analisar um documentário que tem como "personagem principal" o assumidamente direitista Olavo de Carvalho? O ideal é que qualquer análise fosse isenta, imparcial. Porém, o próprio Olavo não é imparcial, deixando suas posições muito claras, principalmente, nas redes sociais. E, é aí que esse documentário, à primeira vista, causa um certo estranhamento, pois, mostra uma pessoal mais gentil e palatável do que a que se apresenta, muitas vezes, como paladino intelectual da moral. Soa, digamos, um "estelionato ideológico", como se a intenção da…
Dica de Disco

"BCCIV"
2017
Artista: Black Country Communion


SUPERGRUPO CONTINUA CERTEIRO NA SUA ATUALIZAÇÃO DO ROCK SETENTISTA, E PRESENTEIA OS FÃS COM MAIS UM DISCO DE PRIMEIRA
Há artistas que não precisam fazer muito para conseguirem ótimos resultados. Tudo soa tão natural, tão espontâneo, que que parece que pouco estão fazendo esforço. Ao contrário: aparentam estar se divertindo muito no processo, e isso só é privilégio de quem realmente tem talento. Afinal, como negar, nos dias de hoje, que Glenn Hughes é (ainda) um exímio cantor? Ou, que Joe Bonamassa é um dos melhores guitarristas de sua geração? Pode ser até um tanto óbvio repetir essas questões a cada lançamento do Black Country Communion, mas, pra quem gosta de um rock'n roll mais clássico, sempre vai encontrar nos trabalhos deste supergrupo material de ótima qualidade.




Sem delongas, a primeira faixa do disco ("Collide") é uma pancada. Resume muito bem a proposta do Black Country Communion: cadência, peso,…
Filme Mais ou Menos Recomendável

"Ao Cair da Noite"
2017
Direção: Trey Edward Shults


FILME DA NOVA SAFRA DO TERROR NORTE-AMERICANO DESENVOLVE UM CLIMA SOMBRIO ATÉ INTERESSANTE, MAS, PECA NUM DESFECHO EXTREMADO DEMAIS
E, cá estamos em mais uma produção do "novo terror norte-americano", que já englobou filmes como recentes, como "A Bruxa", "A Autópsia" e "Corra!", todos bons, porém, superestimados. E, eis que surge mais um para engrossar a lista, que é este "Ao Cair da Noite", que segue exatamente o padrão dos demais: um horror climático e psicológico, que de novo mão tem nada, têm até conduções interessantes, mas, que não conseguem, de fato, gerar medo nas plateias mundo afora. E, essa deficiência se deve muito ao fato de que esses novos realizadores, a despeito das boas intenções, parecem ter aprendido como fazer o terror psicológico como forma e não como conteúdo. Mesmo que a câmera seja engenhosa, ou que a iluminação soe a mais…