Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Março 5, 2017
Dica de Filme

"Logan" (2017)
Direção: James Mangold


DESPEDIDA DIGNA DE UM HERÓI

"Há 25 anos que não nasce um mutante sequer no mundo, Charles. Você sempre disse que nós fazíamos parte de um plano de Deus. Mas, na verdade, fomos uma falha Dele".
Essas palavras de Logan numa conversa com Xavier talvez resuma bem o clima deste que promete ser o último filme do ator Hugh Jackman como o personagem Wolverine. Sim, meus caros, não esperem encontrar aqui um filme de supre-herói padrão, desses com gente fantasiada, piadinhas a rodo e efeitos especiais mirabolantes. Aqui, o buraco é mais embaixo, e estamos falando mais de um drama do que de uma aventura. Pra ser mais honesto ainda, um drama sobre a velhice e sobre o cansaço das lutas cotidianas. Lutas, essas, que não se resumem a confrontos com gênios do mal, ou coisas do tipo. A batalha pode ser, por exemplo, como uma doença degenerativa, que pode acometer qualquer um, até a mente mais poderosa do mundo.



A sequência inicial já …
Dica de Filme

"Retratos de uma Obsessão" (2002)
Direção: Mark Romanek


A SOLIDÃO NOSSA DE CADA DIA
Já disse o saudoso Zygmunt Bauman que vivemos em "tempos líquidos", onde as relações humanas estão cada vez mais enfraquecidas. Dentro desse contexto, a solidão é um mal que pode atingir a todos, até aqueles que, teoricamente, estão cercados de pessoas. A falta de relacionamentos sociais padronizados cria, assim, uma espécie de sentimento de culpa por se estar sozinho. Acaba por se tornar uma verdadeira paranoia de que é preciso se casar e ter filhos, formando uma família, digamos, "tradicional". O aparentemente pacato Seymour, protagonista de "Retratos de uma Obsessão", é assim. Trabalha na loja de um shopping revelando fotos há 11 anos. Só que quem identifica uma profunda tristeza nele é o garoto Jakob, cuja família é cliente de Seymour há bastante tempo.



O filme é pontuado, vez ou outra, pelas falas de Seymour, e sua compreensão mais profunda sobre …
Dica de Filme

"A Fonte da Vida" (2006)
Direção: Darren Aronofsky


O que a arte se não ir além das expectativas, provocar, instigar, ser um pouco mais profundo do que a realidade que nos rodeia? De livros de auto-ajuda, as prateleiras das livrarias já estão cheias, bem como a superficialidade e a futilidade estão presentes nos programas de TV. Então, sobre ao cinema uma tarefa um tanto ingrata: ser mais engajado que o que habitualmente enxergamos. Não que seja uma obrigatoriedade, mas, quando um filme se torna relevante e, para algumas pessoas, até essencial de ser visto, mostra o quanto de poder tem a sétima arte. Porém, não é fácil, visto que o velho "desligue o cérebro, e divirta-se" continua em alta, a todo vapor. Em contrapartida, há os "marginais", que ousam um pouco mais, e realizam obras como este "A Fonte da Vida".
Quem conhece o cinema de impacto do diretor Darren Aronofsky, não vai se espantar tanto aqui, principalmente, pra quem assistiu…