Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de 2015
Dica de Documentário

"Capitalismo: Uma História de Amor" (2010)
Direção: Michael Moore.


Falar mal do capitalismo virou lugar-comum, indiscutivelmente. Não que o sistema não mereça críticas, é que elas, geralmente, veem embaladas em tanto radicalismo e superficialidade quanto os elogios de seus mais ferrenhos admiradores. Ficamos então na escolha do "menos ruim", do argumento "menos viciado". Michael Moore, conhecido por suas produções sempre provocativas, tenta aqui lançar um olhar um pouco mais equilibrado sobre o tema, partindo do pressuposto do que causou a crise financeira de 2008.

Uma das várias críticas (bem colocadas) se referem ao mercado de hipotecas financiado por grandes bancos, como o CITIBANK, e que resultam, muitas vezes, na desapropriação da casa pelos donos. Algo realmente escandaloso, e que o documentarista explora de maneira eficaz, mostrando os meandros desse tipo de sistema, onde os grandes conglomerados financeiros sempre saem ganhando.…
Dica de Filme

"Sicario - Terra de Ninguém" (2015)
Direção: Denis Villeneuve.


Villeneuve é um cineasta acima de qualquer suspeita. Sempre é certo de que seus filmes serão um ótimo e adulto entretenimento. Até seus momentos menos inspirados ("Suspeitos" e "O Homem Duplicado") estão, inegavelmente, acima da média do que a (atual) insossa Hollywood está nos oferecendo. Mas, nesse fase "norte-americana" do diretor ainda faltava algo, aquele ponto essencial que nos faz identificar um grande trabalho.

Vejamos. Os melhores filmes dele ("Redemoinho", "Polytechnique" e "Incêndios") tinham um elemento em comum: um ambiente inóspito, brutal, violento, e bastante opressor. Poderia ser uma cidade grande, o Oriente Médio ou até mesmo um massacre ocorrendo numa escola. O que importasse era que o lugar passasse uma sensação angustiante. Some-se a isso personagens bastante perturbados e traumatizados.




Eis que chegamos a "Sicario&q…
Dica de Filme

"Lúcia e o Sexo" (2001)
Direção: Julio Medem.


Falar de sexo no cinema é sempre complicado. O tabu impede, cria travas, censura, restringe, enfim. Os recentes boicotes sofridos por "Azul é a Cor Mais Quente" e "Ninfomaníaca" comprovam muito bem isso. Mas, ainda existem aquelas produções, que a despeito de todo o puritanismo vigente, conseguem entregar uma estória excitante, mas, ao mesmo tempo, com bastante conteúdo. É o caso do espanhol "Lúcia e o Sexo".

O que, aparentemente, é um mero caso entre a garçonete Lúcia e o escrito Lorenzo, desemboca numa trama muito bem arquitetada. Encontros e desencontros, problemas do passado, a necessidade de manter as paixões acessas, e até a redenção por erros cometidos são colocados no roteiro de maneira muito inteligente e inusitada. E, ainda com uma pitada de metalinguagem, visto, que, muitas vezes, a própria estória se confunde com o livro que Lorenzo está escrevendo atualmente.




E, esse jogo ent…
Entra ano, sai ano, parece que algumas pessoas (ou grupo de pessoas) vive se esforçando para tentar aparecer a todo custo. Conservadores por natureza, geralmente, auto-intitulados de Direita, e em sua maioria, religiosos, essa gente, muitas vezes, busca os holofotes da maneira errada: mostrando intolerância com minorias e/ou grupos historicamente desfavorecidos. Num país onde a falta de educação e a busca incessante por privilégios particulares reinam, misturadas com muita desonestidade, esses conservadores conseguem um número absurdo de seguidores, e conseguem fazer algum barulho. Felizmente, existe uma contra-partida que consegue fazer uma oposição mais digna, mas, ainda assim, é incômodo ver tanta polêmica desnecessária. Torçamos para que, em 2016, haja mais inteligência (no mínimo). Enquanto isso, com vocês:


AS POLÊMICAS MAIS RIDÍCULAS DE 2015 PROTAGONIZADAS PELA NOSSA DIREITA


10º "CRUCIFICAÇÃO" NA PARADA GAY
Em Junho, ocorreu a Parada Gay em todo Brasil. Até aí, normal. …
Dica de Filme

"Sangue Negro" (2007)
Direção: Paul Thomas Anderson.


Sim, Thomas Anderson é um cineasta, no mínimo, peculiar. Claro que seus filmes, em essência, não ficam atrás. Afinal, o digníssimo diretor já falou desde a indústria do cinema pornô ("Boggie Nights"), até as mazelas humanas mais obscuras ("Magnólia"), e sempre com a mesma desenvoltura e um toque bem autoral. O que esperar, então, de uma produção cujo foco é a exploração do petróleo ocorrida no Texas em meados do século passado? Muita coisa, garanto a vocês.

Pra começo de conversa, os 20 primeiros minutos do filme não possuem falas, o que, pra alguns nos dias de hoje, é um exercício de muita paciência. A força está nas imagens, mais precisamente na luta de Daniel Plainview, minerando as cavernas da região texana, passando por muitas agruras, até conseguir montar sua própria companhia de mineração. Eis que o "ouro negro" surge através de um "acidente de trabalho", e a vida …
Dica de Filme

"O Rei dos Porcos" (2011)
Direção: Sang-ho Yeon.


O bullying é uma prática odiosa, covardia em estado puro. Mas, estranhamente, sempre consegue gerar bons filmes. Só que, paralelo a isso, são, geralmente, produções pesadas, onde o espectador tem que ter um certo estômago para aguentar ver todo tipo de humilhações a que uma pessoa é sujeita na mão de grupos. Mas, também, frequentemente, expõe com muita nitidez a sordidez humana, que sempre está em busca de poder, mesmo que precise subjugar o outro, e a reação dos oprimidos, às vezes, com bastante violência.

O anime "O Rei dos Porcos" vai um pouco além, não tendo apenas o bullying como seu tema central. Claro que isso é o mote das melhores cenas da animação, mas, o roteiro, escrito em clima de suspense e, não raro, com muito terror, explora outros assuntos, como o consumismo, a necessidade de se pertencer a um grupo, os conflitos familiares, o conceito que essa sociedade tem de sucesso, entre outras coisas…