Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Outubro 14, 2018
Dica de Filme

"O Beijo da Mulher Aranha" 
1985
Direção: Hector Babenco


Adaptação para cinema do belíssimo romance de Manuel Puig é um triste e poético estudo de personagens tão diferentes, quanto fascinantes
Nos filmes, uma boa história se faz, essencialmente, com bons personagens. Fato. Tudo bem que o autor da história pode tem um tremendo domínio narrativo, e contar uma trama de maneira bem redonda, sem grandes atropelos. Os efeitos visuais podem ser de cair o queixo de tão bonitos. A trama pode ser a mais inteligente possível, com reviravoltas mirabolantes a cada 15 minutos. Ou simplesmente os atores podem dar o melhor de si em interpretações excelentes. Muito provavelmente pouco ou nada disso vai surtir efeito prático para classificar um filme de bom se os personagens, em si, não forem minimamente interessantes sob algum posto de vista. E, aqui, em O Beijo da Mulher Aranha, temos não um, mais dois personagens interessantíssimos, e sob duas óticas distintas, mas que vão dialo…
Dica de Filme

"Agonia: Rasputin" 
1981
Direção: Elem Klimov



Poderoso retrato histórico de Klimov revela uma Rússia pré-revolução caindo aos pedaços, imersa no fanatismo religioso 
1916. A Rússia ainda vivia sob o poder dos czares, enquanto milhões passavam todo tipo de necessidades. Insatisfações eram crescentes. Os conflitos, cada vez mais sangrentos. E, dentro desse panorama turbulento, surge a figura mística de Rasputin, uma espécie de guru religioso, que usa suas influências políticas de todas as formas possíveis e imagináveis, ao mesmo tempo que parece perder, cada vez mais, a sua sanidade. E, é justamente esse personagem tão "exótico" (para dizer o mínimo) que vemos aqui, neste filme.




Para contar essa história, Klimov (que, anos mais tarde, comandaria um dos melhores filmes de guerra já feitos, "Vá e Veja") usa de artifícios muito interessantes, como mesclar cenas reais daquele perídio com sequências ficcionais, o que torna a experiência ainda mais imer…