Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto 31, 2014
DEBATE CULTURAL (E, SOCIAL TAMBÉM, POR QUE NÃO?)

TROPA DE ELITE: ENTRE A VALIDADE DA CRÍTICA E O QUE O PÚBLICO QUIS ENXERGAR




Entre 2007 e 2010, o cinema brasileiro pariu um fenômeno de enormes proporções, que até hoje gera polêmicas. Claro que me refiro aos filmes "Tropa de Elite" 1 e 2. No caso do primeiro, a celeuma inicial foi devido à questão da pirataria, já que o filme estava "à venda" muito antes de sua estréia oficial. Passado isso, o negócio foi discutir a produção em si, algo que se tornou monstruoso com sua sequência, três anos depois.

Mas, por que "Tropa de Elite" suscita tantos ódios e paixões? A resposta, é bem provável, encontra-se na sociedade em que vivemos. A bem da verdade, nunca fomos muito conscientes no âmbito social e político. Sempre pegamos aquela opinião que parece ser a mais fácil, e nisso, a saga de Capitão Nascimento foi um prato cheio.




Primeiro, passamos a ter um "herói nacional" moderno, aos moldes daqueles que nos …
DICA DE FILME

"PAISAGEM NA NEBLINA" (1988)




A conivência tem sido um grande mal nessas últimas gerações. Não perceber o que está a sua volta virou regra. Podem ser as coisas mais terríveis, poucos pararão para olhar e oferecer alguma ajuda. Preferem ignorar, fazendo várias pessoas e situações se tornarem invisíveis.

E, não há nada mais invisível do que o silêncio. É ele o mote de "Paisagem na Nebilna", filme do diretor grego Théo Angelopoulos, que fez outras duas produções em que o silêncio é visto de diversas formas. Se nas anteriores, a mudez era da História e do Amor, neste aqui quem se cala é Deus.

Mas, claro, não necessariamente o Deus que as religiões pregam. Por ser considerada uma entidade onipresente, em "Paisagem na Neblina", Ele pode ser a representação das próprias pessoas. São elas que ignoram os irmãos Voula e Alexandros, que, por conta e risco, partem sozinhos em busca de seu pai, que nunca viram e acham que está na Alemanha.




Nesse percurso, …
DICA DE FILME

"OLDBOY" (2003)




Cru, mas com acento pop. Filosófico, porém, descomplicado. "Oldboy", um dos melhores exemplares da recente safra sul-coreana pode ser, inicialmente, resumido a isso. Claro que ele se mostra bem mais que essas definições. No entanto, comecemos dizendo que ele opta por mexer com extremos.

É um filme que, mesmo sem grandes pretensões (potencializadas pelas suas partes cômicas), consegue ir além do que, usualmente, o cinemão pipoca ousa mostrar. Consegue falar de temas complexos, como vingança, para um público leigo, que irá conseguir absorver a mensagem em meio às cenas estilosas.

E, que cenas...




Não à toa, Tarantino ficou bastante entusiasmado quando o viu pela primeira vez. Afinal, "Oldboy" é, na essência, o que o trabalho do diretor norte-americano tem de melhor: o debate do ser humano imerso em situações absurdas, e mesmo assim, este se mostrando extremamente cínico, fazendo de sua vida uma verdadeira tragicomédia.

"Oldb…
DICA DE FILME

"A TETA ASSUSTADA" (2008)




Alguns assuntos parecem inesgotáveis e sempre estão sendo abordados de alguma maneira. Um desses temas, sem dúvida, passa pelas ditaduras militares que tivemos na América Latina entre as décadas de 60 e 80. Parece que, por não conseguimos ainda expurgar tais demônios, precisamos fazer seu exorcismo pela arte.

Claro que existem resultados duvidosos quanto à qualidade de muitos desses produtos, mas, às vezes, um deles se destaca. É o caso do filme "A Teta Assustada". O nome, à primeira vista, pode soar inusitado e até engraçado, mas quando se sabe o real significado dele, percebe-se o quão assustador isso é.

Estamos no Peru, um dos países que sofreu com as ditaduras. E, o título do filme faz menção a um folclore do local. A mulher que possui uma "teta assustada" é aquela que foi estuprada em períodos de guerra, muitas vezes, estando grávida. Seu pavor se torna tão grande que o sentimento de medo é passado para o filho …
DICA DE FILME

"TERRA EM TRANSE" (1967)




Grito!

Em tempos difíceis, temos a necessidade de gritar, extravasar um sentimento contido, preso, num misto de angústia e consciência. São essas sensações que movem o filme "Terra em Transe".

Estamos em pleno regime da Ditadura Militar. Liberdades sendo tolhidas. críticos sendo perseguidos. Um país, enfim, em transe...

Glauber Rocha, um inconformado por natureza, sentiu tudo isso. Sua mente, inquieta, trabalhava mais do que nunca num modo de denunciar isso. Foi então que decidiu fazer um filme alegórico, que expressasse a situação do Brasil naquele momento.

Os personagens e os nomes dos lugares em "Terra em Transe" são fictícios, mas qualquer semelhança com a realidade NÃO foi mera coincidência.




Estamos em Eldorado, uma nação qualquer da América do Sul. Nela, vamos conhecer o senador Porfírio Diaz, que detesta o povo, e acha todos um bando de miseráveis. Nisso, pretende ser imperador do local, porém, vai encontrar mu…