Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Dezembro 13, 2015
Dica de Filme

"Gen - Pés Descalços" (1983) Direção: Mori Masaki.

O tema da Segunda Guerra, de uma certa ótica, pode estar meio batido. E, de fato, são tantos filmes sobre o assunto (muitos de qualidade duvidosa), que hoje parece ser o tipo de assunto que não interessa ver numa produção para cinema. Mas, como bem demonstra a animação "Gen - Pés Descalços", ainda há muito a ver (e, a refletir) sobre o devastador conflito que, em poucos anos, dizimou mais de 70 milhões de vidas ao redor do planeta.
Este desenho aqui se debruça mais especificamente na tragédia da bomba atômica em Hiroshima. Baseado no mangá de Keiji Nakazawa (um dos sobreviventes de Hiroshima), a produção é uma bela e forte adaptação, que não economiza em críticas não só à guerra em si, mas, ao próprio governo japonês, que só se rendeu após a segunda bomba ter sido jogada na cidade de Nagazaki. Logo no início, por exemplo, soldados são mostrados como robôs programados, marchando por algo que nem eles ent…
Dica de Disco

"Tonight's the Night" (1975)
Artista: Neil Young.


Se não sangra, se não dói, se não é desesperador, se não é triste, não é arte. Essas afirmativas podem soar um tanto exageradas, mas, é certo que muitas excelentes obras foram concebidas na dor. Fato! Talvez porque quando nos confrontamos com desafios, tentamos alguma forma de superação, mesmo que remota. Buscamos alguma forma de alento, compensação, por aquele sofrimento que corrói a alma e dilacera o corpo. E, a arte é uma ótima válvula de escape.

Peguemos um cara como Neil Young, por exemplo. E, uma época específica: o ano de 1972. Nesse período, o cantos e compositor estava numa ascendente, afinal, seu mais recente disco, "Harvest" estava sendo um grande sucesso. Mas, paralelo a isso, um dos integrantes de sua banda, e também seu amigo, Danny Whitten, estava cada vez mais complicado no consumo de drogas. Resultado? Foi demitido para que pudesse se tratar, mas, foi encontrado morto dias depois, ap…
Assim como no cinema, a música em 2015 teve alguns pequenos ótimos momentos, mas, nada de realmente extraordinário. Apesar disso, o pouco que se destacou, foi por merecimento. São discos como muita energia e até algum grau de novidade (e, por que não?, estranheza). Então, confiram agora os 10 melhores sons desse ano para colocar no play (de preferência, no volume máximo).


Melhores Discos de 2015


10º 
Álbum: "The Hollywood Vampires" 
Artista: The Hollywood Vampires
O que dizer de um projeto que reúne, entre outros, Alice Cooper, Joe Perry (guitarrista do Aerosmith) e o ator Johnny Depp? Diversão pura! E, é com essa proposta que o primeiro álbum deles é um discão. Aqui, encontramos, além de canções próprias, como a ótima "Raise the Dead", covers mais do que competentes de "My Generation" (The Who) e Whola Lotta Love (Led Zeppelin). É para nenhum roqueiro saudoso botar defeito. PS: fizeram um showzaço no Rock in Rio desse ano!


9º 
Álbum: "Morte e Vida"
A…