Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Julho 17, 2016
Dica de Filme

"A Vida de Brian" (1979)
Direção: Terry Jones.


Fazer rir com categoria é uma arte complicada, principalmente, em tempos aonde o mau gosto rende gargalhadas fáceis. Sob a desculpa do "politicamente incorreto", o humor de hoje, geralmente, é recheado de baixaria, que constrange mais do que faz uma graça genuína. Nesse sentido, tirando alguns dos melhores momentos de Woody Allen, talvez, os últimos grandes filmes de comédia tenham sido realizados pelo grupo inglês Monty Python. Isso porque a trupe não apenas encarnava aquele humor mais físico, mais performático, como também tinha ótimas críticas e provocações em suas anedotas. "A Vida de Brian" é o que, provavelmente, reúne o melhor dos dois mundos.

Indo do nonsense ao besteirol, passando por belas "alfinetas" em toda a sociedade, o filme não poupa ninguém. Mas, ninguém, mesmo! A história, relativamente simples, ao contar uma reinterpretação da Bíblia, tendo como protagonista o desafort…
Dica de Filme

"Gummo - Vidas Sem Destino" (1997)
Direção: Harmony Korine.


Somos feitos de clichês; não há muito o que fazer quanto a isso. E, quando vamos analisar uma obra de arte (um filme, por exemplo) que nos deixou boquiabertos, inquietos ou com um gosto amargo na boca, muitas expressões vêm à mente: indigesto, soco no estômago, pancada... Mas, estaríamos sendo, de fato, justos? Será que não seria uma maneira simplista de vermos uma obra? Indigesto não seria o que vemos, cotidianamente, na TV, com tanta violência real escancarada e banalizada, num espetáculo causticante de horrores? Talvez, existam filmes como "Gummo" justamente para nos lembrar que a sociedade é vil e que precisa ser contestada. 
Claro, é relativamente fácil acusar esta produção de doentia e que faz apologia a todas as formas de preconceito. Num mundo aonde reinam blockbusters norte-americanos "politicamente corretos", e, aparentemente, inofensivos, "Gummo" é o filho bastard…
Dica de Filme
"Filhos da Esperança" (2006) Direção: Alfonso Cuarón.

Uma forte catarse social misturada a uma história distópica relevante aos nossos dias atuais. Se fosse para resumir "Filhos da Esperança" em apenas uma frase, esta seria boa, mas, mesmo assim, não daria a dimensão exata da força deste filme. Com os recentes atentados terrorista assombrando o "mundo civilizado" e uma política cada vez mais vergonhosa de demonização dos imigrantes, esta produção se torna ainda mais provocativa e urgente em seus múltiplos significados, e ainda assim, resultará ao espectador médio como um ótimo cinema.
Dirigido com maestria pelo cineasta mexicano Alfonso Cuarón, o mesmo que fez "O Prisioneiro de Azkaban", melhor filme da cinessérie Harry Potter, "Filhos da Esperança" mostra um futuro bastante devastado. Porém, não por causa de alguma espécie de apocalipse, mas, devido a algo inusitado: simplesmente, as mulheres no mundo foram, gradativamente…