Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Maio 28, 2017
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica de Disco

"We the People"
2017
Adrenaline Mob


O ADRENALINE MOB ENTREGA MAIS UM DISCO DIVERTIDO E CHEIO DE ENERGIA, MAS, QUE, NOVAMENTE, NÃO SURPREENDE
Há bandas cujo som não varia nunca. Se por um lado isso é bom, pois os fãs saberão exatamente o que vão encontrar, por outro, não gera grandes surpresas ou impactos. O Adrenaline Mob é assim. É inegável a competência dos envolvidos, desde Russell Allen (também vocalista do Symphony X), passando por Mike Orlando (exímio guitarrista, que passou a integrar a banda brasileira Noturnall ano passado), e chegando até os novos integrantes, o baterista Jordan Cannata e o baixista David Zablidowsky, igualmente, instrumentistas de mão cheia. E, o resultado desse conjunto de talentos convence mais uma vez no disco "We the People", mesmo que já tenhamos ouvido esse mesmo som inúmeras outras vezes, seja com o próprio Adrenaline Mob, seja com outros grupos. 

Agora, verdade seja dita: o som é "pauleira" do começo ao fim, com…
Dica de Filme

"John Wick: Um Novo Dia Para Matar"
2017
Direção: Chad Stahelski


SEGUNDO EXEMPLAR DA FRANQUIA "JOHN WICK" DIVERTE, ENTREGANDO EXATAMENTE O QUE SE ESPERA DELE, MAS, NÃO MAIS QUE ISSO
Com quantos clichês se faz cinema de ação? Pelos menos, a depender das revisitações do gênero que aparecem aqui e acolá, são filmes que sempre terão lugar garantido nas salas de exibição, alguns, com resultados melhores do que outros. O mais recente que ficou acima da média foi o ótimo "Mad Max: Estrada da Fúria", em 2015. Dois anos depois, a nova sensação atende pelo nome de "John Wick: Um Novo Dia Para Matar". Trata-se, é verdade, de um filme bem divertido, que empolga em alguns momentos, mas, não se enganem: como diria o narrador de "Clube da Luta", o que vamos encontrar aqui é a cópia da cópia da cópia. E, isso é bom? Bem, sim e não.



Primeiro, os aspectos positivos. Temos muitas cenas de ação estupendamente bem coreografadas, com a adrenalina …
Opinião

MALLU MAGALHÃES, O CLIPE DA DISCÓRDIA E A NOSSA HIPOCRISIA COTIDIANA


Antes de mais nada, um aviso: sim, eu posso falar sobre essa questão do racismo. Sei perfeitamente que, nisso, é a comunidade negra que sofre os problemas dessa chaga social, mas, mesmo sendo branco, e, sim, gozando de privilégios que a cor da minha pele permite, eu, assim como qualquer outra pessoa, tenho o direito de debater esse assunto. Vai caber a quem tiver um argumento melhor, refutar o que vou escrever aqui. Porém, só não valerá dizer que eu não tenho propriedade para falar sobre o tema. Esclarecendo o óbvio, vamos ao debate em si.
Confesso que, até há uns dois dias atrás, eu estava alheio à toda polêmica envolvendo o mais recente clipe da cantora Mallu Magalhães, cujo sugestivo título é "Você Não Presta", e que foi acusado de promover o racismo. Creio que, antes de mais nada, precisamos nos ater, a princípio, à interpretação da letra, isoladamente, para depois, irmos ao clipe em questão. E, …