Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"INTOCÁVEIS" (2012)





Há filmes que, notadamente, querem dar um passo maior que as pernas. Pretendem falar de assuntos dos mais complexos, mas como muitos de seus realizadores parecem só conhecer leitura de auto-ajuda, o resultado sai bastante pífio. Foi essa Síndrome Pseudo-intelectual que acometeu alguns filmes norte-americanos recentes, como "Prometheus", "Shame" e "Cosmópolis".

No entanto, existem outras produções que partem de uma premissa simples, e se desenrolam em assuntos dos mais pertinentes. Recentemente, do Irã veio o ótimo "A Separação", que partia de uma simples dissolução de um casamento para tocar em assuntos muito abrangentes. "Intocáveis", felizmente, joga nesse time.



A história realmente pode parecer básica, vejam só: Philippe (François Cluzet) é um aristocrata rico que, após sofrer um grave acidente, fica tetraplégico. Precisando de um assistente, ele decide contratar Driss (Omar Sy), um jovem problemático que não tem a menor experiência em cuidar de pessoas no seu estado.

Aos poucos ele aprende a função, apesar das diversas gafes que comete. Philippe, por sua vez, se afeiçoa cada vez mais a Driss por ele não tratá-lo como um pobre coitado. Aos poucos a amizade entre eles se estabele, com cada um conhecendo melhor o mundo do outro.


É a partir desse fio condutor que a história ganha contornos cada vez mais interessantes. Philippe não quer ser tratado como um deficiente, mas apenas como uma pessoa comum com algumas limitações. Por isso, encontra no, aparentemente desajeitado Driss, a oportunidade de se sentir vivo novamente, apesar de passar a maior parte do dia numa cadeira de rodas, dependendo dos outros.

O respeito e a amizade que vai sendo construida entre Philippe e Driss é das mais honestas e cativantes, sem cair no sentimentalismo barato. As situações tristes são realmente tristes, e as engraçadas são realmente engraçadas. Não há gratuidade nos sentimentos retratado, apenas uma sinceridade espontânea.


O feeling dos atores está perfeito, e a direção é tranquila, não pesando a mão em nenhum momento. E, o roteiro, mesmo como um enredo, à primeira vista banal, consegue tocar sutilmente em assuntos como amizade, família, liberdade e felicidade de forma nada panfletária e muito despojada.

Se 2012 foi o ano em que tivemos uma enchurrada de "vergonhas cinematográficas" vindas dos EUA, pelos menos, pra além do Atlântico, assistimos a diversas boas surpresas como "Intocáveis", que, merecidamente, foi a maior bilheteria registrada na França até hoje.


NOTA: 8,5/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Filme Mais ou Menos Recomendável

"Mulher Maravilha"
2017
Direção: Patty Jenkins


MAIS UM FILME DE SUPER-HERÓI GENÉRICO, "MULHER MARAVILHA" PECA, IRONICAMENTE, POR TER UM SUB-TEXTO MACHISTA EM SUAS ENTRELINHAS
Estamos diante de mais um filme de super-heróis, mais um do universo expandido da DC Comics no cinema, mais um com a enorme responsabilidade de entregar um material minimamente interessante, ao contrários dos pífios "Batman vs Superman" e "Esquadrão Suicida", sem dúvida, os dois piores filmes do gênero desses últimos anos, ao lado de "Quarteto Fantástico". Ou seja, "Mulher Maravilha" chega com uma tremenda carga a ser superada. A pergunta é: conseguiu cumprir a sua missão? Bem, digamos que sim e não. Ao mesmo tempo em que o filme acerta em alguns pontos que ficaram devendo em produções anteriores, ele também erra ao repetir alguns dos erros mais corriqueiros de longas do gênero, com um agravante que pode até causar certa polê…