Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"Tangerinas" (2013)
Direção: Zaza Urushadze


"Haveria algum sentido na guerra?"

Uma indagação não tão fácil de responder, mas que o excelente filme "Tangerinas" consegue dar eficazes argumentos para podermos, quem sabe, acharmos alguma resposta a isso.

Ivo, por exemplo, um velho carpinteiro que mora numa aldeia abandonada na Estônia, aparenta saber muito bem as consequências da guerra. Devido uma (mais especificamente, a Guerra na Abcásia, ocorrida em 1992), seu filho morreu e todos no vilarejo onde ele reside se foram, menos um de seus amigos: Margus.

Este se recusa a sair para poder colher as tangerinas do local. Ivo o ajuda, meio a contragosto, pois não queria tanto estar aí, mas, em consideração ao amigo, que vê na colheita dessas tangerinas uma forma de preservar alguma tradição em meio o horror de um conflito, ele fica.



Surge, então, na vida deles, mais dois personagens: Ahmed e Niko. Ambos são mercenários e lutam de lados opostos nessa guerra (Ahmed é muçulmano e caucasiano, enquanto Niko é cristão e georgiano). Os dois são feridos em confronto próximo à casa de Ivo, e este resolve cuidar dos dois.

A partir desse acontecimento, a casa do velho carpinteiro se torna um microcosmo de conflitos, uma vez que Ahmed  e Niko se odeiam e querem matar um ao outro; só que nem eles mesmos sabem exatamente porque. Os argumentos que cada um usa são claramente falhos, mas ainda assim eficientes para cegar os dois do óbvio: eles estão no mesmo barco, feridos, quase foram mortos, e ainda têm um salvador em comum: Ivo, que não apenas ajuda os dois em sua recuperação física, mas serve também como uma espécie de mediador. Força ambos a pensarem qual o valor da vida humana e o porquê de uma guerra sem sentido.


"Por que vocês, jovens, vão pra guerra pra se matarem? Isso é honra pra vocês? Não, é estupidez. Ahmed está furioso porque Niko matou um amigo seu, mas Niko também perdeu dois amigos nas mãos de Ahmed. São todos iguais, no final das contas!"

"Tangerinas" tem situações tensas, mas propositalmente "secas". As mortes são mostradas de maneira rápida, sem lágrimas, nem lamentações. O recado fica evidente: todos saem perdendo, e ninguém pode se dar ao luxo de se compadecer mais do que o outro. Todos estão alienados pela guerra, tentando justificá-la através de ideias distorcidas, e podem morrer a qualquer momento.


Interessante notar que Ahmed e Niko poderiam se matar quando quisessem, mas em respeito a Ivo não o fazem. Mostram, pois, que até mesmo na sua estupidez, eles entendem muito bem o que Ivo representa e que ele é a pessoa mais correta, íntegra e reta que eles poderiam ter encontrado.

Não há defeitos neste filme. Não esperem catarses desnecessárias. Seus realizadores entendem o respeito e o pesar pelas vítimas desse tipo de insanidade precisam ter, e constroem uma fascinante estória, com um ritmo adequado e um roteiro enxuto, onde a convivência entre os diferentes é plenamente possível; basta enxergar as coisas com clareza.

Nesse sentido, muito ajuda a atuação de cada um dos atores (estupendos, mas, devidamente contidos), passando com sutilezas um processo lento, mas necessário, de humanismo. E, a produção ainda possui uma trilha sonora que, mesmo minimalista, é condizente com um ambiente ora desolador, ora esperançoso.


O que define bem "Tangerinas" é isto: trata-se de um filme bastante humano. Um precioso recorte de dignidade e altruísmo em meio à brutalidade. E, ainda mais, deixando uma sensação triste no ar. Afinal, ainda temos muito caminho até chegarmos a um nível de consciência como Ivo. Mas, nunca é tarde para começarmos a refletir, mesmo que o mundo não esteja tão favorável assim.


NOTA: 9,5/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…