Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"O Jogo da Imitação" (2014)
Direção: Mortem Tyldum


Algumas pessoas passam para a História pelos seus fascinantes feitos, mas pagam um alto preço por isso. Foi o caso de Alan Turing, exímio matemático, criador do computador moderno. De início, trabalhando para o serviço de inteligência britância para decodificar mensagens da Alemanha durante a 2ª Guerra, Turing conseguiu, junto com seus colegas de trabalho, criar uma máquina que resultou, entre outros feitos, antecipar o fim da guerra, devido às informações valiosas que obtia.

Porém, a vida de Turing não foi o que podemos chamar de agradável. Homossexual, nunca revelou tal segredo a ninguém (na época, a homossexualidade era considerada indecência e tratada como crime pela lei). Isso fez com que ele sempre fosse retraído, sendo, por isso, hostilizado pelos outros meninos que estudavam com ele. Turing cresceu sem tato social, mas brilhante na matemática, com uma inteligência ímpar.



"O Jogo da Imitação" vai seguindo os passos de Turing, desde a adolescência até o pós-guerra, quando ele precisa esconder o resultado da sua invenção, devido às exigências do governo britânico. Esse fluxo de tempo funciona bem, principalmente, porque explica muitas das atitudes de Turing, e revela sua tristeza por não ter como compartilhar os benefícios de sua descoberta.

A direção do filme tem aquele rigor que o cinema inglês oferece, com narrativas lineares e planos de câmera bem enquadrados. Mesmo assim, é bom dizer que o roteiro consegue ser bastante humano, fazendo o espectador simpatizar com o personegem principal, e, sem nada forçado, mostrar suas inquietações.


Um bom exemplo dessa postura sóbria do roteiro é quando eles decodificam a primeira mensagem do alto comando alemã, e se sentem compelidos a transmitir essa informação. Turing, ao contrário, pede calma, pois isso faria os inimigos descobrirem que decodificaram sua mensagem. Em qualquer outro filme hollywoodiano, essa sequência seria desnecessariamente histriônica e caricata, transformando-se num "dramalhão". Aqui, não.

A forma como a homossexualidade de Turing é mostrada é outro ponto a favor. Não há "bandeiras" ou "militâncias". Ele é gay, e ponto. Porém, isso será decisivo para o governo britânico encobrir sua descoberta, obrigando-o a passar por um tratamento de castração química. Nossa revolta pelo o que ele passa é absorvida nas entrelinhas, e isso faz muita diferença na parte final do filme.


Jogos de poder e espionagem também entram na trama, mas em nada comprometendo ou tirando o foco aqui, que é como um ser humano excepcional como Turing pode ser engolido pelas conveniências de um sistema ao qual ele desconhece, e como ele precisa "imitar comportamentos", como num "jogo", para poder sobreviver.

Benedict Cumberbatch, que faz o personagem principal, dá um tom ao mesmo tempo arrogante e sensível a Turing, sem nunca exagerar nas partes de maior emoção. Até a quase sempre insosa Keira Knightley está bem no seu papel de Joan, o "par romântico" necessário a Turing, que tentará ser algum suporte a ele, principalmente quando ele já estiver tomado por uma profunda depressão após o "tratamento" da sua homossexualidade.


Mesmo tendo uma estrutura bem "correta", sem tanta ousadia, "O Jogo da Imitação" é um excelente filme, que fala não somente sobre a guerra, mas as adequações sociais e os valores individuais que cada um possui, mesmo que possa ser uma pessoa estranha, ou longe do convencional. Como o personagem mesmo diz: "É de onde menos se espera, que as melhores coisas acontecem".


Nota: 9/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Filme Mais ou Menos Recomendável

"Mulher Maravilha"
2017
Direção: Patty Jenkins


MAIS UM FILME DE SUPER-HERÓI GENÉRICO, "MULHER MARAVILHA" PECA, IRONICAMENTE, POR TER UM SUB-TEXTO MACHISTA EM SUAS ENTRELINHAS
Estamos diante de mais um filme de super-heróis, mais um do universo expandido da DC Comics no cinema, mais um com a enorme responsabilidade de entregar um material minimamente interessante, ao contrários dos pífios "Batman vs Superman" e "Esquadrão Suicida", sem dúvida, os dois piores filmes do gênero desses últimos anos, ao lado de "Quarteto Fantástico". Ou seja, "Mulher Maravilha" chega com uma tremenda carga a ser superada. A pergunta é: conseguiu cumprir a sua missão? Bem, digamos que sim e não. Ao mesmo tempo em que o filme acerta em alguns pontos que ficaram devendo em produções anteriores, ele também erra ao repetir alguns dos erros mais corriqueiros de longas do gênero, com um agravante que pode até causar certa polê…
Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…