Pular para o conteúdo principal
Debate Sócio-Político

UM PAÍS SEM CONSCIÊNCIA


Desde as mais recentes eleições, ocorridas em 2014, o Brasil parece andar para trás. Ao contrário do que certos setores tentam passar, a população não está mais consciente, mais informada, mais sabedora de seus direitos. Não. Esse atual levante contra a "corrupção" tem mais cara de ojeriza a um partido específico (o PT) e a políticos bem determinados (Dilma e Lula). Só que a perigosa polarização que anda tomando conta de qualquer debate diz que quem reclama dessa crítica seletiva ou que aponta falhas da famigerada Operação Lava Jato só pode ser duas coisas: "esquerdopata" e "petralha".

Motivos não faltam para que se reclame dessa crítica seletiva dos "paladinos da justiça", no entanto. Desde de que passeatas, protestos e manifestações contra o atual governo invadiram nossas ruas, os pedidos de "menos corrupção" se juntaram aos de intervenção militar, pena de morte, porte de armas, privatizações, e até mesmo incetivo à sonegação de impostos. Tudo unido a agressões absurdas contra a figura da presidente Dilma Roussef (quem não se lembra dos odiosos adesivos de carro simulando um estupro a ela, ou os inúmeros xingamentos de puta e vagabunda que ela tem sofrido?).


Nada contra a quem queira, agora, combater atos de corruptos; é totalmente louvável. Só que a forma que muitos fazem denotam um ódio irracional a apenas uma das partes nesse processo que, por todos os vieses que se estude, tal atitude é incoerente. Principalmente, se levarmos em consideração que quem está à frente de todo esse movimento pelo impeachment de Dilma possui um teto de vidro finíssimo (as delações que vem pontuando, constantemente, nomes como Aécio Neves e Eduardo Cunha não me deixam mentir). E, a parcela da população que se diz consciente nada fala (ou pouco menciona) sobre esses casos.

Nesse ponto, a polarização também contribui para o mal estar geral, pois os "patriotas" de plantão afirmam que existe xingamentos, agressões e violências do outro lado, o dos comunistas, petistas e esquerdistas ateus (!). Então, ficamos nessa peleja, onde um acusa o outro, estando ambos, na maioria das vezes, errados. Afinal, não deveríamos estar numa competição de qual lado comete mais crimes; simplesmente, cometeu irregularidades, precisaria ser punido. Mas, a bem da verdade, existe equilíbrio?


Sem absolutamente puxar para um ou outro lado, façam um teste rápidop e honesto, e assistam ao noticiário padrão, dos grandes meios de comunicação, e vejam quanto tempo é gasto para cada partido ou político específico. Lembrete: houve, recentemente, um controverso grampo telefônico envolvendo Lula e Dilma, e que, rapidamente, foi exposto para a mídia. Ao passo que, dias depois, uma lista com "doações de campanha" da empresa Odebrecht foi vazada, mas, rapidamente colocada em sigilo. Na TV, apenas a Record e a TV Brasil deram o devido destaque a tal lista. Detalhe: nela, não havia o nome nem de Dilma, nem de Lula, mas, havia (adivinhem!), de Renan, Aécio e Cunha.

Isso tudo sem contar das escabrosas negociatas com o PMDB, que agora, abandona o governo, mostrando, claramente, que as instituições políticas no Brasil estão à mercê de interesses meramente pessoais e partidários. Isso, numa real democracia, não pode ser concebido. Mas, para os anti-corrupção atuais, são coisas perfeitamente normais, afinal, para eles, o importante é derrubar o PT, não importando como, nem quem o faça. O grande problema nesse processo é que os fins estão justificando os meios, e muitos que se dizem contra o que está errado na política, não têm puderes em se aliarem a figuras deploráveis, como um Bolsonaro da vida, que, nesse processo todo, vem ganhando, perigosamente, mais força.


Há muita coisa errada no Brasil, sim, inclusive, a forma pela qual estão combatendo o que julgam errado. O amadurecimento político por aqui parece estar cada vez mais longe, ainda subordinado a interesses privados. Fala-se muito na roubalheira do PT, mas, não se fala que essa roubalheira veio lá de trás, e a população, em peso, nunca deu a devida importância. A própria Odebrecht afirmou que o pagamento de propinas ocorre há mais de 30 anos. Será que somente o PT se beneficiou com isso, da mesma forma que no escândalo da PETROBRAS? Os outros partidos e políticos aonde estavam, bem como os atuais revoltados que compram inúmeras camisas da Seleção Brasileira e tiram selfies com vários policiais?

Enfim, estamos mascarando o nosso analfabetismo político através de supostas "boas intenções". Com ou sem impeachment, já perdemos essa batalha.

Alguns links úteis:

http://noticias.uol.com.br/politica/ultimas-noticias/2014/03/21/entenda-as-denuncias-envolvendo-a-petrobras.htm

http://infograficos.estadao.com.br/politica/operacao-lava-jato/?nucleo=&situacao=&partido=

http://cartamaior.com.br/?%2FEditoria%2FPolitica%2FCarta-Aberta-a-Michel-Temer-Em-busca-da-etica%0A%2F4%2F35813

http://cartamaior.com.br/?%2FEditoria%2FPolitica%2FMesmo-acuado-presidente-da-OAB-protocola-novo-pedido-de-impeachment%2F4%2F35815

http://radarnoticias.com/dem-pmdb-e-psdb-sao-os-partidos-mais-corruptos-brasil-diz-ranking/

http://revistacult.uol.com.br/home/2016/03/vai-ter-golpe-o-rei-esta-nu-matem-a-rainha/


Erick Silva
29/03/2016

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…