Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"CRÔNICA DE UMA FUGA" (2006)




O cinema latino-americano é profícuo em abordar como tema as ditaduras militares que acometeram a região entre as décadas de 60 e 80. Muitos consideram o assunto um tanto batido, achando um exagero tantos filmes falarem desse período. Porém, esse aparente "exagero" se deve, justamente, à omissão das próprias autoridades desses países, cuja a liberação de informações do que ocorreu naquela época nunca é feita, ficando, pois, esse parte da história, bastante obscura. Cabe à arte, portanto, cumprir esse papel, baseada nos relatos dos sobreviventes, daqueles que foram sequestrados e torturados, mas conseguiram escapar. "Crônica de uma Fuga" está nesse rol, e é um dos melhores filmes recentes a tocarem nesse assunto.




Uma coisa que chama a atenção nessa produção é o uso de sua câmera. Em quase todo o tempo ela fica na perspectiva dos que estão presos. Se eles encontram-se deitados no chão, ela também está; caso estejam amarrados no banco de um carro, ela igualmente os acompanhará. Quando não há essa movimentação da câmera, ela, em outras vezes, foca bem de perto o rosto dos personagens. Essas técnicas se mostraram bastante eficientes, pois deixam o espectador acompanhando a ação pela ótica das vítimas, como se ele também estivesse sendo um dos oprimidos. Isso deixa as cenas bem mais agoniantes e revoltantes, algo necessário à crítica que esse tipo de filme se presta a passar.




Outro aspecto que a produção aborda bem é como alguns presos políticos, para dar tempo de seus companheiros que estão soltos de fugirem, acabam dando nomes de pessoas aos militares que eles apenas conhecem, mas que não estão ligados com qualquer tipo de movimento político. Na cabeça de quem fazia esse tipo de delação, quando se descobrisse o engano, a pessoa pega como bode espiatório seria solta. É por isso que Claudio Tamburrini, goleiro de um time de futebol, é capturado: tão somente por conhecer um dos que estão encarcerados. No cativeiro, ele, aos poucos, faz vínculo com os que ali estão. Todos percebem que, se não fugirem, logo serão assassinados.




O diretor Israel Adrián Caetano consegue ótimos resultados com o que tem em mãos. A narração dos fatos é eficiente e nenhuma cena é desperdiçada. Sua câmera, como já dito antes, sempre está no lugar certo, capturando diversas sensações de tal forma que o espectador se sente no meio do fogo cruzado. Além disso, os atores estão todos muito bem à vontade em seus papéis, principalmente Rodrigo de la Serna ("Diários de Motocicleta"), que interpreta Cláudio.




Ao contrário de outras produções do gênero, "Crônica de uma Fuga" não se submete a ser partidário ou panfletário, mas, sim, expõe como regimes autoritários, em geral, rebaixam a dignidade humana, e pessoas, em situações extremas, fazem de tudo para sobreviverem. Um filme realmente incômodo, que extrai ótimas reflexões sobre esses temas. E, que ainda assim é cinema da melhor qualidade.


NOTA: 8,5/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…