Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"TEMPOS MODERNOS" (1936)
Direção: Charles Chaplin.


É um desafio falar de um clássico do cinema, principalmente, os mais antigos. O momento histórico era outro e, além disso, parece que tudo o que era pra ser dito sobre tal obra já foi exposto. Mas, se uma arte ainda é relevante para entendermos nossa sociedade, como "Tempos Modernos", sua indicação será sempre obrigatória.

Incrível como Chaplin foi pioneiro em diversas questões sociais presentes aqui. A máquina substituindo o homem e o homem virando máquina, a produção em massa explorando os trabalhadores, greves, desemprego... Tudo isso é mostrado sem soar panfletário ou didático.



A produção já começa "alfinetando" o conceito atual de trabalho, onde vemos carneiros em bando indo para algum lugar, e, logo após, são mostradas pessoas apressados andando pelas ruas. Como uma massa somente para fazer o sistema funcionar.

A própria fábrica onde Carlitos trabalha é opressora e nem um pouco confortável. O trabalho é repetitivo e não exige muito do intelecto dos empregados; apenas que façam. E, nem na hora do lanche eles têm sossego, pois existem telões em todos os lugares, inclusive no banheiro, onde sempre aparece a figura do chefe mandando voltar ao posto.


Há, inclusive, uma maravilhosa cena onde Carlitos, andando pelas ruas, vê uma bandeira cair de um caminhão. Ele a pega e começa a sacudí-la para tentar parar o motorista. Nisso, uma multidão que está numa manifestação passa a seguí-lo achando que ele é o líder de alguma revolta! Simplesmente soberba a ideia!

Existem outras cenas inesquecíveis, como quando, por acidente, Carlitos é "tragado" por uma máquina da fábrica, e, por alguns instantes, acaba fazendo parte das engrenagens dela. E, em nenhum momento ele deixa de trabalhar, sempre parafusando essas engrenagens!


Mas, nem sempre a comédia no filme tem como base a crítica social. Em outras sequências, encontramos muita leveza e simplicidade de um humor mais ingênuo, que tanta falta faz nos dias de hoje.

"Tempos Modernos" possui um discurso atemporal, alertando para o fato de deixarmos nossos sentimentos de lado em nome de um cotidiano desnecessariamente acelerado e mecânico. Detalhe que ele foi feito pouco depois da primeira grande crise econômica da era moderna: a quebra das bolsas de valores em 29!


Também é bom lembrar que ele foi proibido na Alemanha e na Itália na época do nazi-fascismo, por ser considerado "socialista demais", vejam só!

Com belas análises de uma sociedade que estava apenas começando a se "perder" em seu excesso de tecnologia, Chaplin construiu uma obra atemporal, que dialoga com várias gerações, faz pensar e rir em doses iguais, mas sem perder o foco altamente crítico.

Um filme que ficou pra história, pois.


NOTA: 9,5/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…