Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"Deixe Ela Entrar" (2008)
Diretor: Tomas Alfredson.


Em geral, as estórias de amor no cinema podem até soarem cliclê. Mas, adicione algum elemento interessante, deixando a trama bem contada, e isso pode render um resultado fascinante. No caso de "Deixe Ela Entrar", o tal elemento é a relação de amizade entre duas crianças, sendo que uma delas é uma vampira. Tudo bem, esse tema pode soar familiar, porém, oferece bem mais do que aparenta.

Primeiramente, o menino Oskar, não é exatamente uma criança ingênua. Possui uma mentalidade mais adulta do que outros da sua idade. Isso faz com que seja frequentemente hostilizado no colégio onde estuda. Mas, nunca revida as agressões. Em paralelo, ele tem interesse em casos misteriosos de assassinatos, e coleciona recortes de jornais com essas notícias.


Oskar, então, conhece Eli, que acabou de se mudar com seu pai para a vizinhança. De início, um fica relutante com outro, mas vão descobrindo algumas coisas em comum, em especial o fato de serem isolados, de poucos amigos. A relação deles vai num crescendo, ao mesmo tempo em que estranhos acontecimentos apavoram a localidade. Aos poucos, Oskar descobre que Eli é, na verdade, uma vampira, o que faz com que fiquem cada vez mais próximos.

O que diferencia esse de outros tantos enredos parecidos é a forma singela como a relação de ambos é mostrada. Sem grandes dramas, sem grandes tensões, sem grandes histrionismos. Oskar entende a situação de Eli, que precisa matar suas vítimas para beber seu sangue, enquanto que esta passa a ser quase como uma guardiã para ele. Ambos se completam e se protegem. Cada um tem a consciência de quem é neste mundo, e isso basta para os dois.


É, a bem da verdade, uma estória de amor muito humana, muito mais do que uma mera trama sobre vampiros, e quando esse detalhe é mostrado, não há gratuidade nas cenas. Ao contrário, elas vão reforçando a intensa personalidade de Eli. No entanto, são nas situações em que os dois estão juntos que o filme ganha força, e expõe um relacionamento mais maduro do que muitos outros mostrados no cinema (inclusive, entre adultos).

Tudo está no lugar em "Deixe Ela Entrar": direção, fotografia, roteiro, atuações... Por sinal, as atuações aqui são absurdamente boas, principalmente da dupla de protagonistas, interpretada por Kåre Hedebrant e Lina Leandersson. Detalhe que esse foi o primeiro trabalho dos jovens atores, o que deixa o resultado ainda mais impressionante. Some-se a isso o fato da narrativa ser contada de forma a nunca cansar o espectador.


Na época, levianamente, compararam "Deixe Ela Entrar" com a saga "Crepúsculo". Porém, tirando o elemento que envolve as tais criaturas da noite, este aqui é muito mais interessante, belo e inteligente do que a franquia norte-americana. Se é para comparar, que se faça um paralelo com, por exemplo, "Azul é a Cor Mais Quente", onde também a estória de amor se sobressai de maneira muito bonita, independente dos elementos envolvidos.

Baseado em livro, "Deixe Ela Entrar" é uma tremenda adaptação, algo escasso hoje em dia. Um filme que tem o cuidado e a sutileza de falar do relacionamento entre duas crianças, e que ainda se diferencia ao mostrar vampiros de forma adulta e elaborada.



NOTA: 9/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…