Pular para o conteúdo principal
Dica de Filme

"Asura" (2012)
Direção: Keiichi Sato.


A perda da humanidade pode ser tratada de diversas maneiras. "Tornar-se humano", direta ou indiretamente, pode ter virado uma necessidade; e um karma nosso. Pois, a bem da verdade, o que seria isso? Como ser alguém "humanizado"? Será que as atrocidades que as pessoas cometem, cotidianamente, são, justamente, pelo fato delas serem humanas, e estarem apenas seguindo seus instintos, sua natureza talvez bestial?

Nesse contexto, o anime "Asura" nos mostra uma criança "bestializada" que, nascida no meio da guerra e da fome, fica sozinha no mundo desde muito cedo. Sem nenhuma criação, educação ou convívio com pessoas, segue seu consciente mais animalesco. Devora outros humanos para se alimentar, ao mesmo tempo que vaga sem destino. Um errante, sem saber, ao certo, em que mundo está, ou o porquê das coisas. Tenta apenas sobreviver.




Pode parecer um tema batido, mas o desenho tem pontos a favor que o tornam muito poderoso. O traço, propositalmente rústico, e o próprio estilo de animação, passam a sensação de desolação e desespero que a narrativa oferece. É um ambiente muito carregado, pesado, denso. Mas, um peso não necessariamente pela presença de Asura, pois ele, no decorrer de sua vida, mostra que é apenas um ser sem parâmetro, "desumanizado" justamente pelas pessoas que o temem.

A construção do personagem, nesse sentido, é muito boa. Até elementos religiosos entram na trama, e fazem Asura "repetir" orações como por simbiose, como se fosse apenas um reflexo do que ele quer, sem consciência. Bela analogia, inclusive. A personagem Wakasa, que entra na estória para trazer um pouco de racionalidade a ele também é bem construída, além de ter papel fundamental na mudança gradativa que o protagonista vai passando ao longo do tempo.




Interessante perceber que, quanto mais Asura vai se transformando em um autêntico humano, mais ele vai sucumbindo à emoções típicas das pessoas. Paixão, medo, ciúme, raiva, piedade, tudo vai sendo jogado em sua mente confusa, sem que ele tenha controle de como proceder, como equilibrar tais emoções. E, no final, ele demonstra ser uma pessoa melhor do que muitos dos personagens. É quando vemos que as pessoas perdem facilmente a racionalidade em situações extremas.

Como se percebe, "Asura" está longe de ser um desenho para crianças. Mas, ao mesmo tempo, é uma fascinante metáfora, muito crítica, à nossa condição humana, e como simplesmente a perdemos devido ao nosso instinto de sobrevivência, ou apenas, ao nosso mais profundo egoísmo. Num determinado momento, um dos personagens aconselha: "Não lute contra os monstros que estão dentro dos outros; lute contra os que estão dentro de você!" 



Decadente ou não, o homem ainda consegue nos fazer refletir sobre as tristes características que nos tornam demasiadamente humanos, através de ótimas obras de arte como esta.


Nota: 8,5/10. 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…