Pular para o conteúdo principal
Filme Não Recomendável

"Os Dez Mandamentos" (2015)
Direção: Alexandre Avancini.


Depois de assistir a este filme, fica a dúvida se o que acabamos de ver foi uma mera propaganda cristã muito mal elaborada, ou se foi pura picaretagem, mesmo. Talvez, ambas as coisas, pois, isto aqui pode ser tudo, menos cinema. E, não por causa de seu viés religioso, já que temos ótimos filmes com essa temática ao longo dos anos. É porque "Os Dez Mandamentos" é muito ruim.

Mesmo assim, por um momento, esqueçamos a sanha do pastor Edir Macedo em querer faturar em cima da fé alheia de maneira sempre vergonhosa, e tentemos analisar a coisa pelo prisma única e exclusivamente da sétima arte (se é que isso é possível). Assim não seremos acusados de estarmos sendo anti-cristãos ou coisa do tipo pela patrulha ideológica dessa gente.




Pra começar, a produção é muito cansativa. Já nos dez primeiros minutos, muitos fatos acontecem, atropelando uns aos outros, numa corrida frenética, regada a uma edição que pretende ser estilosa, mas que soa pedante. A câmera lenta deixa tudo mais constrangedor, parecendo que estamos vendo uma espécie de comercial do programa "Fala, que eu te Escuto".

As atuações seguem na mesma linha dantesca. Exageradas, canastronas, como se os atores estivessem lendo o script ali, na hora, sem expressividade, sem emoção, sem entrega. Não há interpretações de verdade; há canastrices. Só uma ou duas se salvam por mérito do esforço de alguns (e, olhem lá). Parece que nem os próprios atores se envolveram no projeto, não fazendo questão de entregarem algo minimamente consistente.




A história, em si, mesmo sendo amplamente conhecida por todos,  tem, sejamos honestos, muita força narrativa. Portanto, não precisaria de tanto malabarismo para contá-la, concordam? Porém, os realizadores de "Os Dez Mandamentos" se esqueceram de premissas básicas que fazem parte do bom cinema. Parece que, literalmente, fizeram uma "colagem" de algumas cenas da novela que originou o filme, tornando tudo muito rápido, e, ao mesmo tempo, esvaziando qualquer forma de empatia para o público. Muito dinamismo pra pouca emoção (quase uma heresia).

As cenas vertiginosas (no pior sentido), com várias tomadas em câmera lenta emulam filmes recentes, como "300". No entanto, enquanto a produção de Zack Snyder era divertida, justamente por ser caricata, aqui não tem jeito. Beira o constrangimento, a pura e simples vergonha alheia, principalmente, na cena final, que é um "primor" de plágio, mostrando que, em nome da religião, o ser humano pode ser bem ridículo.




Enfim, "Os Dez Mandamentos" não é um filme recomendado pra ninguém, seja você cristão ou não. É um mero produto de propaganda religiosa muito mal feito. Se é para ver essa história com certa qualidade, muito melhor é assistir o clássico "Os Dez Mandamentos", com Chalton Heston, ou até mesmo o desenho da Dreamworks "O Príncipe do Egito". É tudo tão fantasioso e absurdo quanto, mas, estes, pelo menos, possuem algo que pode ser considerado cinema.

Amém.


Nota: 0,5/10 

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…