Pular para o conteúdo principal
DICA DE LIVRO

"VIAGEM AO FIM DA NOITE" (1932)




Os relatos precisam ser incômodos, de alguma maneira, viscerais (a menos que se queira fazer um conto de fadas edificante). Praticamente auto-biográfico, "Viagem ao Fim da Noite", escrito por Louis-Ferdinand Céline, conta a história de um dos melhores personagens literários do século XX: Ferdinand Bardamu. Extremamente irônico, ríspido e honesto, Bardamu não tem qualquer filtro ao mostrar o que pensa, e sempre com muita razão.

A obra o acompanha desde a sua participação na Primeira Grande Guerra, passando por um sanatório em que ele se interna, vai até uma viagem que o mesmo faz até a África, e por fim, Bardamu retorna ao seu país de origem para exercer a função de médico. O início do livro é forte, bastante forte. Sem o mínimo de pudor, o personagem descreve a tensão dos soldados, que, longe do heroísmo de propaganda, estão tentando apenas sobreviver. Essa parte chega a ser nauseante devido à riqueza de detalhes que o autor emprega para chocar o leitor (nunca de forma gratuita, diga-se).




O momento em que Bardamu se dirige à África também é um desafio à leitura. As sensações provocadas por Céline possuem tal força que o leitor tem nojo, ânsias de vômito e se desespera tanto quanto o protagonista da história. Com o passar do tempo, Bardamu "amansa" seu estilo de falar as coisas apenas no sentido de não ser mais a metralhadora giratória de verdades que o mesmo disparava antes, porém, ainda diz coisas desconcertantes no momento certo. Fica, pois, mais contido, mas não menos inconformado.

Num determinado trecho, é assim que Bardamu, por exemplo, expõe sua visão de seus compatriotas.

"A raça não passa dessa grande corja de fodidos de minha espécie, catarrentos, pulguentos, espezinhados, que vieram parar aqui perseguidos pela fome, pela peste, pelas doenças e pelo frio, os vencidos dos quatro cantos do mundo. Não podiam ir mais longe por causa do mar. A França é isso e os franceses são isso."




Além disso, eis um pouco de sua opinião sobre a guerra:

"Quem poderia prever antes de entrar realmente na guerra tudo o que continha a escabrosa alma heroica e vagabunda dos homens? Agora eu estava envolvido nessa fuga em massa rumo ao assassinato em comum, rumo ao fogo... Isso vinha das profundezas e havia chegado."

Em suma, palavras sinceras, mesmo que cáusticas.

"Viagem ao Fim da Noite" não é um livro fácil, já que desafia o leitor a imaginar cenas realmente horríveis feitas ora por pessoas comuns ora por aquelas que têm alguma espécie de poder nas mãos (principalmente, o político). Porém, ao término dele, tem-se uma concepção honesta (mesmo que dolorosa) das incongruências da vida, desde a guerra até as relações mais íntimas, o que, convenhamos, já valeria a experiência.




"É triste as pessoas se deitando, a gente percebe muito bem que não ligam a mínima se as coisas não andam como gostariam, a gente vê muito que eles não tentam compreender o porquê de estarmos aqui. Para eles tantos faz como tanto fez. Dormem de qualquer jeito, são umas descaradas, umas bestas quadradas, umas insensíveis, americanas ou não. Sempre têm a consciência tranquila." (FERDINAND BARDAMU).


NOTA: 9,5/10,0

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…