Pular para o conteúdo principal
Dica de Filme

"Lúcia e o Sexo" (2001)
Direção: Julio Medem.


Falar de sexo no cinema é sempre complicado. O tabu impede, cria travas, censura, restringe, enfim. Os recentes boicotes sofridos por "Azul é a Cor Mais Quente" e "Ninfomaníaca" comprovam muito bem isso. Mas, ainda existem aquelas produções, que a despeito de todo o puritanismo vigente, conseguem entregar uma estória excitante, mas, ao mesmo tempo, com bastante conteúdo. É o caso do espanhol "Lúcia e o Sexo".

O que, aparentemente, é um mero caso entre a garçonete Lúcia e o escrito Lorenzo, desemboca numa trama muito bem arquitetada. Encontros e desencontros, problemas do passado, a necessidade de manter as paixões acessas, e até a redenção por erros cometidos são colocados no roteiro de maneira muito inteligente e inusitada. E, ainda com uma pitada de metalinguagem, visto, que, muitas vezes, a própria estória se confunde com o livro que Lorenzo está escrevendo atualmente.




E, esse jogo entre realidade e ficção é um dos grandes trunfos da produção, além de mostrar personagens muito bem construídos e cativantes ao espectador. Lúcia, com o su jeito amalucado de se portar, é uma pessoa da qual torcemos pela sua felicidade, ao passo que Lorenzo, mais introspectivo, causa ora pena, ora revolta, por ser tão inerte em certas ocasiões. Quando uma grande tragédia se abate sobre ele, é que isso fica mais evidente.

Lúcia tenta ajudá-lo de todas as maneiras, mas, ele parece ser incapaz de superar um grande trauma, além de, cada vez mais, estar imerso em seu livro, mais depressivo, mais angustiado. No meio disso, ele até tenta viver um romance razoável com ela. Os dois parecem se dar bem, inclusive, e principalmente, no sexo. Também entra em cena Elena, outra grande personagem, que outrora teve uma noite de amor com Lorenzo, e desse momento, ficou grávida dele.




Elena talvez seja a real protagonista do filme, a que liga o destino do casal principal, e a que mais sofre com a tragédia em questão, a que abala profundamente Lorenzo. É só depois de coincidências, nada forçadas, diga-se, que a sua personagem cresce na estória, Tudo muito bem amarrado, citando até a futilidade e a rapidez das conversas online, via Internet, mas de uma forma até poética, o que confere ao filme uma complexidade muito bem-vinda.

As cenas de sexo, mesmo não sendo tão explícitas assim, são muito bem filmadas, e, dentro do contexto da estória, não destoam, nem são apelativas. O diretor conduz tudo com mão leve e sensível, mesmo tocando em assuntos pesados algumas vezes. E, o simbolismo das imagens são de uma beleza ímpar, principalmente, quando envolvem a filha de Lorenzo. Mesmo com a temática do sexo e dramas pessoais muito intensos, é um filme bastante sensível.


"Lúcia e o Sexo", por fim, é uma produção muito peculiar, em vários aspectos. Não se limita a cenas de conteúdo sexual, nem complica demais uma estória, por si só, de uma enorme carga dramática. Tudo, basicamente tudo, flui bem, fazendo deste filme uma experiência diferente, excitante (por que, não?) e emocionante. Uma pérola do cinema recente.


Nota: 9/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Filme Mais ou Menos Recomendável

"Mulher Maravilha"
2017
Direção: Patty Jenkins


MAIS UM FILME DE SUPER-HERÓI GENÉRICO, "MULHER MARAVILHA" PECA, IRONICAMENTE, POR TER UM SUB-TEXTO MACHISTA EM SUAS ENTRELINHAS
Estamos diante de mais um filme de super-heróis, mais um do universo expandido da DC Comics no cinema, mais um com a enorme responsabilidade de entregar um material minimamente interessante, ao contrários dos pífios "Batman vs Superman" e "Esquadrão Suicida", sem dúvida, os dois piores filmes do gênero desses últimos anos, ao lado de "Quarteto Fantástico". Ou seja, "Mulher Maravilha" chega com uma tremenda carga a ser superada. A pergunta é: conseguiu cumprir a sua missão? Bem, digamos que sim e não. Ao mesmo tempo em que o filme acerta em alguns pontos que ficaram devendo em produções anteriores, ele também erra ao repetir alguns dos erros mais corriqueiros de longas do gênero, com um agravante que pode até causar certa polê…