Pular para o conteúdo principal
Lista

Os 100 Melhores Discos da Década de 80


É quase unanimidade que o último período de criatividade na música se deu na década oitentista. Na verdade, exageros à parte, não sejamos tão fatalistas; muita coisa boa foi feita após esse período. Mas, é inegável que os anos 80 foram bastante interessantes para o mundo da música, apesar dela ter se mostrado propositalmente cafona, brega e espalhafatoso em muitos aspectos (é só conferir o visual de muitas bandas da época, principalmente, as de heavy metal). Em termos de som, também é verdade que o pop um tanto fácil (para as massas) atingiu seu apogeu, atingindo bandas outrora elaboradas, como o Queen e o Genesis, que passaram a fazer algo mais palatável ao grande público. Mesmo assim, foi um período de boa efervescência musical em outros pontos. O pós-punk deprê do Joy Division fez escola, bem como a barulheira alternativa do Jesus and Mary Chain e do Sonic Youth, grupos estes, essenciais para o grunge que surgiria na década seguinte. Por aqui, o chamado "rock brasileiro" despontou com muita força, em especial, graças a bandas como Legião Urbana, Titãs e IRA!. Também foi o período de término da famigerada Ditadura Militar, do pedido nas ruas por Diretas Já, entre outros acontecimentos importantes. Um tempo, portanto, de muitas turbulências sociais. No mundo, nesse aspecto, teve a queda do Muro de Berlim e o "liberalismo" de Margareth Thatcher e Richard Nixon contaminando a economia como fatos marcantes daquele tempo. É claro, que na música tivemos uma bela válvula de escape em meio a tudo isso. Foi, realmente, inesquecível.

E, aqui, seque a lista com os 100 melhores álbuns da década de 80. Recordar é viver...



100°
"In Step"
1989
Stevie Ray Vaughan


99°
"Sob o Sol de Parador"
1989
Lobão


98°
"Rio"
1982
Duran Duran


97°
"Colour by Numbers"
1983
Culture Club


96°
"Express"
1986
Love and Rockets


95°
"Beneath the Remains"
1989
Sepultura


94°
"Sirens"
1983
Savatage


93°
"...And Justice for All"
1988
Metallica


92°
"Burguesia"
1989
Cazuza


91°
"Dois"
1986
Legião Urbana


90°
"Peace Sells... but Who's Buying?"
1986
Megadeth


89°
"Perfect Strangers"
1984
Deep Purple


88°
"End of the Century"
1980
Ramones


87°
"The River"
1980
Bruce Springsteen


86°
"Mob Rules"
1981
Black Sabbath


85°
"The Joshua Tree"
1987
U2


84°
"Songs from the Big Chair"
1985
Tears for Fears


83°
"Mudhoney"
1989
Mudhoney


82°
"Louder Than Love"
1989
Soundgarden


81°
"Technique"
1989
New Order


80°
"5150"
1986
Van Halem


79°
"Õ Blésq Blom"
1989
Titãs


78°
"Guitar Slinger"
1984
Johnny Winter


77°
"Extreme Aggression"
1989
Kreator


76°
"Permanent Waves"
1980
Rush


75°
"Os Quatro Coiotes"
1988
RPM


74°
"Couldn't Stand the Weather"
1984
Stevie Ray Vaughan


73°
"Like a Player"
1989
Madonna


72°
"Electric"
1987
The Cult


71°
"Surfer Rosa"
1988
Pixies


70°
"Among the Living"
1987
Anthrax


69°
"Pump"
1989
Aerosmith


68°
"Licensed to Ill"
1986
Beastie Boys


67°
"Reign in Blood"
1986
Slayer


66°
"Warehouse: Songs and Stories"
1987
Hüsker Dü


65°
"Love at First Sting"
1984
Scorpions


64°
"It Takes a Nation of Millions to Hold Us Back"
1988
Public Enemy


63°
"The Name of This Band Is Talking Heads"
1982
The Talking Heads


62°
"Que País é Esse?"
1987
Legião Urbana


61°
"Scary Monsters (and Super Creeps)"
1980
David Bowie


60°
"Pretenders"
1980
Pretenders


59°
"Vivid"
1988
Living Colour


58°
"Combat Rock"
1982
The Clash


57°
"Music for the Masses"
1983
Depeche Mode


56°
"Holy Diver"
1983
Dio


55°
"Bad Reputation"
1981
Joan Jett


54°
"Clara Crocodilo"
1980
Arrugo Barnabé


53°
"Slippery When Wet"
1986
Bon Jovi


52°
"Mother's Milk"
1989
Red Hot Chilli Peppers


51°
"Rosa de Sangue"
1980
Lula Côrtes


50°
"British Steel"
1980
Judas Priest


49°
"Boys Don't Cry"
1980
Tge Cure


48°
"Kill Em All"
1983
Metallica


47°
"Mudança de Comportamento"
1985
Ira!


46°
"Hatful of Hollow"
1984
The Simths


45°
"Sandinista!"
1980
The Clash


44°
"Vida Bandida"
1987
Lobão


43°
"Blizzard of Ozz"
1980
Ozzy Osbourne


42°
"Bleach"
1989
Nirvana


41°
"Jesus Não Tem Dentes no País dos Banguelas"
1987
Titãs


40°
"The Real Thing"
1989
Faith no More


39°
"Meat Puppets II"
1984
Meat Puppets


38°
"Creatures of the Night"
1982
Kiss


37°
"Vivendo e não Aprendendo"
1986
Ira!


36°
"The Head on the Door"
1985
The Cure


35°
"Brain Drain"
1989
Ramones


34°
"Psychocandy"
1985
The Jesus and Mary Chain


33°
"The Queen is Dead"
1986
The Smiths


32°
"Making Movies"
1980
Dire Straits


31°
"Heaven and Hell"
1980
Black Sabbath


30°
"The Number of the Beast"
1982
Iron Maiden


29°
"Ocean Rain"
1984
Echo and the Bunnymen


28°
"Hunting High and Low"
1985
A-Ha


27°
"Document"
1987
R.E.M.


26°
"A Panela do Diabo"
1989
Raul Seixas e Marcelo Nova


25°
"Texas Flood"
1983
Stevie Ray Vaughan


24°
"Barão Vermelho"
1982
Barão Vermelho


23°
"Cavalo de Pau"
1982
Alceu Valença


22°
"Murmur"
1983
R.E.M.


21°
"Closer"
1980
Joy Division


20°
"Rain Dogs"
1985
Tom Waits


19°
"Ride the Lightning"
1984
Metallica


18°
"Synchronicity"
1983
The Police


17°
"Nebraska"
1982
Bruce Springsteen


16°
"War"
1983
U2


15°
"Moving Pictures"
1981
Rush


14°
"Pornography"
1982
The Cure


13°
"Daydream Nation"
1988
Sonic Youth


12°
"Selvagem?"
1986
Paralamas do Sucesso


11°
"Ace of Spades"
1980
Motörhead


10°
"Appetite for Destruction"
1987
Guns N'Roses


"Ideologia"
1988
Cazuza



"Fresh Fruit for Rotting Vegetables"
1980
Dead Kennedys



"The Stone Roses"
1989
The Stone Roses


"Powerslave"
1984
Iron Maiden


"Cabeça Dinossauro"
1986
Titãs


"Psicoacústica"
1988
Ira!


"Master of Puppets"
1986
Metallica


"Thriller"
1982
Michael Jackson


"Back in Black"
1980
AC/DC

Comentários

  1. Massa! Só senti falta do Gang 90 e as Absurdetes e da Kate Bush ( Hounds of love e The Dreaming

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito agradecido pela contribuição no comentário, José. É porque não é nada fácil mesmo listar 100 discos de uma só década.Infelizmente, algumas coisas acabam ficando de fora. Mas, muito boas as suas dicas.

      Excluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de Filme

"As Fitas de Poughkeepsie" (2007)
Direção: John Erick Dowdle.


A maldade humana já gerou filmes verdadeiramente perturbadores, mas, que, muitas vezes, são feitos de forma apelativa, sempre expondo mais violência, como numa forma de fetiche, do que propondo alguma forma de reflexão. Exemplos desse desserviço cinematográfico são muitos, e não vou citá-los aqui, porque só servem mesmo para alimentar mentes doentias. Porém, existem aqueles filmes que conseguem fugir dessa regra, e conseguem propor algo válido, ao mesmo tempo que assustam bastante. É o caso deste "As Fitas de Poughkeepsie".
Primeiramente, é bom que se diga que ele se trata de um falso documentário, usando a (hoje batida) técnica de found-footage, que consiste em apresentar filmagens de maneira amadora, aumentado o tom realístico da obra. O resultado, pelo visto, deu certo. Quando "As Fitas de Poughkeepsie" foi exibido pela primeira vez no conceituado Festival de Trapeze, em Nova Ior…
Lista Especial Final de Ano

20 MELHORES DISCOS DE 2017


Este ano, em termos de música, foi um pouco melhor do que 2016, indiscutivelmente. Novos artistas mostraram trabalhos maravilhosos (Triinca, Royal Blood, Rincon Sapiência, Kiko Dinucci), ao mesmo tempo que alguns da velha guarda voltaram com tudo, em discos que parecem de início de carreira (Accept, Living Colour). 
Além disso, tevemos obras das mais variadas teméticas, desde a banda instrumental Macaco Bong fazendo uma reeleitura pra lá de insana do clássico "Nevermind", do Nirvana, até artistas como Rodrigo Campos, Juçara Marçal e Gui Amabis, que, com "Sambas do Absurdo", emularam à perfeição a obra do filósofo Albert Camus. 
O resultado desta excelente miscelânea sonora está aqui, numa lista com os 20 melhores discos lançados neste ano que passou, cada um com cheiro e gostos diferentes, mas, que, de forma alguma, são indigestos.
Bon appétit. 🍴

20º
"In Spades"
The Afghan Whigs


19º
"The Rise of Chaos…
Dica de Disco

"Shade"
2017
Artista: Living Colour


BANDA CLÁSSICA DOS ANOS 80 CONTINUA NA ATIVA, E ACABA DE LANÇAR UM DISCAÇO DE ROCK QUE VALE A PENA SER OUVIDO ATÉ O ÚLTIMO SEGUNDO
O Living Colour foi um dos melhores grupos de rock surgidos nos anos 80, e que continuaram a ter relativo sucesso no início da década de 90. Entre idas e vindas, a banda já não lançava material inédito desde 2009, com o bom "The Chair in the Doorway". Eis que, em 2017, surge "Shade", 6º álbum de estúdio deles, e que comprova que o som do Living Colour não se tornou nem um pouco datado, visto que aqui vamos encontrar todos os elementos que tornaram a banda mundialmente conhecida, e que, ao mesmo tempo, ainda soa moderno e contagiante.



"Primos" de som do Red Hot Chilli Peppers e do Faith no More, o Living Colour, ao contrário destes, continua, ainda nos dias de hoje, com uma regularidade muito bacana em sua música, mesmo depois de mais de 30 anos de carreira. Isso se deve a…