Pular para o conteúdo principal
Dica de Filme

"O Mestre" (2012)
Direção: Paul Thomas Anderson.


Paul Thomas Anderson é, sem dúvida, um dos diretores mais peculiares surgidos nos EUA nos últimos anos. Seus filmes seguem uma lógica toda particular, geralmente amparada em fortes sentimentalidades, como prazer, angústia e desespero, e, em alguns casos, um traço muito forte de religiosidade. "Boogie Nights" e "Magnólia", seus melhores trabalhos até hoje, seguem essa linha, e se tornaram clássicos modernos.

"O Mestre", no entanto, mesmo não tendo a mesma força dos trabalhos citados acima, é bem melhor do que o "burocrático" "Sangue Negro", seu filme anterior. Primeiro, porque tem um anti-herói brutal e apaixonante em sua não-adequação social, Freddie Quell (interpretado de maneira impressionante por um irreconhecível Joaquim Phoenix). Segundo, porque os traumas de guerra vividos por esse personagem são mostrados sem retoques. E, terceiro, esses traumas o levam a conhecer uma ceita, que logo passa a se identificar, mas que não o torna um indivíduo mais adequado à sociedade.



É, então, que Freddie conhece Lancaster Dodd (um Phillip Seymour Hoffman igualmente maravilhoso), o líder da tal ceita. Não por acaso o nome da organização religiosa de Lancaster chama-se A Causa, pois é com técnicas bem singulares que ele vai tentando expurgar os demônios de Freddie, indo direto na fonte de seus traumas. Só que ele passa a ficar mais dependente do grupo. Faz dele sua nova religião, algo a que se agarrar para poder dar algum sentido à sua vida.

Com todas essas prerrogativas, o filme poderia ter se perdido em seu próprio umbigo, e ser ficado intelectualóide ou pigas em demasia. Mas, Anderson consegue equilibrar bem as coisas (com exceção de algumas cenas da parte final, que alongaram desnecessariamente seu desfecho). Tato é que o filme pode ser dividido num primeiro momento, onde a câmera sinuosa do diretor não permite ao espectador "respirar", para depois, a produção ser tomada pela gigantesca interpretação de Phoenix, terminando, infelizmente, com um final maçante.



Com nos seus longas anteriores, o diretor nos oferece uma parte técnica bastante criatura, com tomadas de ângulos que dialogam com a narrativa e expressam os sentimentos dos personagens. Já, em outros momentos, a câmera está intimista, bem próxima dos protagonistas. O espectador se sente envolvido, a ponto de quase sentir a respiração dos atores. E, estes, estão todos excelentes, sendo Phoenix e Hoffman os que dominam o filme.



Como um todo, a obra é bastante coesa e pertinente. A direção é segura a maior parte do tempo, o roteiro possui bons diálogos e a trama, de fato, é intrigante. Levando-se em consideração a atual safra norte-americana de cinema, "O Mestre" acaba sendo um grande filme dentro de um panorama mais fraco. Não é o melhor que Paul Thomas Anderson pode oferecer, mas vale uma assistida atenta, sem dúvida.


Nota: 8,5/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Filme Mais ou Menos Recomendável

"Mulher Maravilha"
2017
Direção: Patty Jenkins


MAIS UM FILME DE SUPER-HERÓI GENÉRICO, "MULHER MARAVILHA" PECA, IRONICAMENTE, POR TER UM SUB-TEXTO MACHISTA EM SUAS ENTRELINHAS
Estamos diante de mais um filme de super-heróis, mais um do universo expandido da DC Comics no cinema, mais um com a enorme responsabilidade de entregar um material minimamente interessante, ao contrários dos pífios "Batman vs Superman" e "Esquadrão Suicida", sem dúvida, os dois piores filmes do gênero desses últimos anos, ao lado de "Quarteto Fantástico". Ou seja, "Mulher Maravilha" chega com uma tremenda carga a ser superada. A pergunta é: conseguiu cumprir a sua missão? Bem, digamos que sim e não. Ao mesmo tempo em que o filme acerta em alguns pontos que ficaram devendo em produções anteriores, ele também erra ao repetir alguns dos erros mais corriqueiros de longas do gênero, com um agravante que pode até causar certa polê…