Pular para o conteúdo principal
Debate Sócio-Político

Ah, se Eduardo Cunha Fosse do PT...
Por Erick Silva


Nos últimos dias, o (agora) ex-Presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha, virou notícia, obviamente, por motivos negativos. Primeiro, foi a notícia (vergonhosa) de que o Planalto desistiu de pressionar Cunha a renunciar à Presidência da Casa. O motivo? A boa e velha ameaça. O deputado pmdbista simplesmente usou como poder de "barganha" suas informações privilegiadas, e ameaçou com uma grande delação premiada quem se metesse no seu caminho. O governo Temer, que até então tratava Cunha a pão de ló, acovardou-se mais ainda. O interessante é que não houveram protestos dos indignados contra a corrupção por causa disso. Um deputado ameaça, da maneira mais vil, um governo inteiro, e este se mostra acuado. Mas, como bem sabemos, pra muitos, o que valeu pra Dilma, não vale pra Temer.

Ah, se Cunha fosse do PT...

Depois desse episódio dantesco, eis que, finalmente, Cunha renuncia à Presidência da Câmara (mas, não de seu mandato), e chora copiosamente em frente às câmaras. Ele continua deputado. O governo Temer está fazendo o possível para salvar o seu mandato. E, até o momento, ele não explicou nada de suas contas fantasmas no exterior, muito muitos as inúmeras delações na Lava Jato das quais ele é acusado. Não sou fã de José Dirceu, nem de José Genoíno, mas, é bom lembra que, por muito menos, ambos foram rechaçados em praça pública, humilhados e agredidos. Mereciam tal tratamento? Provavelmente, sim, porém, as evidências contra Eduardo Cunha se mostram cada vez maiores, mas, em termos de protestos e indignações contra ele, nada. No máximo, alguns hipócritas como Kim Kataguiri e Silas Malafaia, que dizem (agora) que o Deputado precisa ser punido. Não digam...

Ah, se Cunha fosse do PT...

 Kataguiri, serelepe com o seu "herói"

Malafaia, um bobo da corte sem graça

A questão maior é a seletividade das situações políticas atuais. Vejamos: já estamos com praticamente dois meses do governo Temer, muitos ministros já saíram por suspeitas de corrupção e medidas impopulares foram tomadas, como o rombos de aproximadamente 139 bolhões de reais em cima da meta fiscal de 2017, além de mudanças significativas na estrutura trabalhista. Interessante notar duas coisas. Primeiro, desse fenomenal rombo nas contas públicas, praticamente 1/3 (cerca de 50 bilhões) foram "guardados" para garantir o impeachment da presidente Dilma. Repito: 50 bilhões para garantir um impeachment! Outra coisa interessante é que mudanças que, claramente, vão prejudicar o trabalhador médio, estão sendo tomadas, devido à tal crise financeira, mas, a Câmara aprovou, recentemente um mega-pacote para o funcionalismo público do Judiciário em inacreditáveis 7 bilhões de reais, além da ajuda providencial que o governo Temer está oferecendo aos bancos. Crise?

Ah, se Cunha fosse do PT...

Reparem não só nas redes sociais, mas, nas ruas "reais" também. Protestos, agressões, xingamentos pararam. Estamos vivendo uma recessão, que só fez piorar com Temer no poder, e que tem como articuladores facínoras como Eduardo Cunha, mas, não vemos pessoas patriotas, indignadas com a corrupção ocupando os espaços públicos. Por acaso, já chegamos ao Paraíso? E, sim, Cunha tem muita responsabilidade nisso. É só voltar no tempo, durante o governo FHC. Quando Fernando Henrique enfrentou uma grave crise mundial, ele teve todas (repito: TODAS!) as suas propostas aprovadas pela Câmara dos Deputados na época. Recentemente, Dilma mandou praticamente as mesmas propostas para a atual Câmara, e por implicância e revanchismo, a Casa vetou praticamente tudo o que a presidente propôs. A culpa pelo atual estado de coisas é só de Dilma Roussef, portanto?

Ah, se Cunha fosse do PT...

 A agressão contra Dilma era latente. Com os demais, quase um cafuné...

Quando duas criaturas dessas comandam a nação, alguma coisa está fora da ordem

Enfim, não há muito o que discutir. A hipocrisia já está instaurada em nosso Brasil varonil, obrigado. Canalhas na política riem da Justiça e choram falsas lágrimas em seu tosco espetáculo. Elegeu-se um bode expiatório (Dilma), que vem, mesmo depois de afastada, sofrendo toda sorte de agressões e xingamentos (ainda!). Aécio está sumido, Temer já provou ser uma marionete ridícula e Cunha... Bem, esse se mostrou o palhaço fanfarrão desse circo. De fato, um ator e tanto. Seu choro quase foi real. Merecia, no mínimo, um prêmio. Pois, esse pato, já pagamos.

Ah, se Cunha fosse do PT...

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Dica de Filme

"As Fitas de Poughkeepsie" (2007)
Direção: John Erick Dowdle.


A maldade humana já gerou filmes verdadeiramente perturbadores, mas, que, muitas vezes, são feitos de forma apelativa, sempre expondo mais violência, como numa forma de fetiche, do que propondo alguma forma de reflexão. Exemplos desse desserviço cinematográfico são muitos, e não vou citá-los aqui, porque só servem mesmo para alimentar mentes doentias. Porém, existem aqueles filmes que conseguem fugir dessa regra, e conseguem propor algo válido, ao mesmo tempo que assustam bastante. É o caso deste "As Fitas de Poughkeepsie".
Primeiramente, é bom que se diga que ele se trata de um falso documentário, usando a (hoje batida) técnica de found-footage, que consiste em apresentar filmagens de maneira amadora, aumentado o tom realístico da obra. O resultado, pelo visto, deu certo. Quando "As Fitas de Poughkeepsie" foi exibido pela primeira vez no conceituado Festival de Trapeze, em Nova Ior…
Lista Especial Final de Ano

20 MELHORES DISCOS DE 2017


Este ano, em termos de música, foi um pouco melhor do que 2016, indiscutivelmente. Novos artistas mostraram trabalhos maravilhosos (Triinca, Royal Blood, Rincon Sapiência, Kiko Dinucci), ao mesmo tempo que alguns da velha guarda voltaram com tudo, em discos que parecem de início de carreira (Accept, Living Colour). 
Além disso, tevemos obras das mais variadas teméticas, desde a banda instrumental Macaco Bong fazendo uma reeleitura pra lá de insana do clássico "Nevermind", do Nirvana, até artistas como Rodrigo Campos, Juçara Marçal e Gui Amabis, que, com "Sambas do Absurdo", emularam à perfeição a obra do filósofo Albert Camus. 
O resultado desta excelente miscelânea sonora está aqui, numa lista com os 20 melhores discos lançados neste ano que passou, cada um com cheiro e gostos diferentes, mas, que, de forma alguma, são indigestos.
Bon appétit. 🍴

20º
"In Spades"
The Afghan Whigs


19º
"The Rise of Chaos…
Dica de Disco

"Shade"
2017
Artista: Living Colour


BANDA CLÁSSICA DOS ANOS 80 CONTINUA NA ATIVA, E ACABA DE LANÇAR UM DISCAÇO DE ROCK QUE VALE A PENA SER OUVIDO ATÉ O ÚLTIMO SEGUNDO
O Living Colour foi um dos melhores grupos de rock surgidos nos anos 80, e que continuaram a ter relativo sucesso no início da década de 90. Entre idas e vindas, a banda já não lançava material inédito desde 2009, com o bom "The Chair in the Doorway". Eis que, em 2017, surge "Shade", 6º álbum de estúdio deles, e que comprova que o som do Living Colour não se tornou nem um pouco datado, visto que aqui vamos encontrar todos os elementos que tornaram a banda mundialmente conhecida, e que, ao mesmo tempo, ainda soa moderno e contagiante.



"Primos" de som do Red Hot Chilli Peppers e do Faith no More, o Living Colour, ao contrário destes, continua, ainda nos dias de hoje, com uma regularidade muito bacana em sua música, mesmo depois de mais de 30 anos de carreira. Isso se deve a…