Pular para o conteúdo principal
Lista

10 Pequenos Grandes Filmes Baseados em HQ's


Quando se fala em histórias em quadrinhos, geralmente, o que vem à mente são seres superpoderosos e, inevitavelmente, muita história clichê. Esquecemos que o que não falta é quadrinho adulto de ótima qualidade circulando no mercado, e que, mesmo quando o tema são "heróis", às vezes, o tratamento é bem incomum e até subversivo. E, o cinema vai na mesma linha, aonde, em muitos casos, adaptações de "revistas obscuras" são bem melhores do que os blockbusters de Batman e do Capitão América. Esta lista faz jus a essas pequenas pérolas que, mesmo baseadas em quadrinhos, possuem um "quê" a mais do que as superproduções.


10º
"Constantine"
Muita gente chiou com esse filme devido às "liberdades poéticas" em relação à história original. As críticas foram desde o enredo em si, até a fisionomia do personagem. Mas, sejamos francos: "Constantine" é um filmão, com atuações acima da média, história redonda e um clima muito bem estruturado. Claro, o personagem merecia uma produção ainda melhor, mas, ainda assim, a adaptação cumpre (bem) o seu papel sem agredir a nossa inteligência.



"Blade 2"
Muito antes dos Guardiões da Galáxia e Jéssica Jones, outro personagem relativamente desconhecido da Marvel ganhava uma baita produção. Nessa continuação (que é melhor do que o primeiro), o cineasta Guilhermo Del Toro pôde ter mais liberdadev de trabalhar, construindo uma trama cheia de estilo, e ainda tendo um ator perfeito para o papel do protagonista: Wesley Snipes.



"O Corvo"
O filme do Corvo virou um verdadeiro "cult" após a "morte acidental" de seu ator principal: Brandon Lee, filho da lenda Bruce Lee. Mesmo com o hype formado em torno da produção devido a esse acontecimento trágico, a adaptação para cinema do personagem é bastante fiel aos quadrinhos originais, passando para a tela grande todo o clima sombrio da história. Por sinal, esqueçam a continuação fajuta feita anos depois.



"30 Dias de Noite"
Falar de filmes de vampiro hoje é remeter diretamente à moda que se tornou a saga Crepúsculo há alguns anos. Porém, longe de todo o romantismo, esta adaptação de um fantástico quadrinho de terror, coloca os seres bebedores de sangue quase como animais selvagens, em um longa verdadeiramente assustador. A produção é de Sam Raimi, o mesmo de "A Morte do Demônio" original, o que ajudou, e muito, na caracterização sombria da história de "30 Dias de Noite".



"Estrada para a Perdição"
A graphic novel original de "A Estrada Para a Perdição" foi lançada em 1999, e logo teve os direitos para adaptação no cinema comprados pela Dreamworks. O diretor Steven Spielberg foi o primeiro a ser cotado para levar a história às telas, mas, coube mesmo a Sam Mendes, vencedor do Oscar por "Beleza Americana", comandar esta bela história de redenção, onde temos atuações impecáveis de Tom Hanks e Paul Newman, além de uma parte técnica primorosa. Filme de gente grande.



"O Pequeno Nicolau"
René Goscinny e Jean Jacques Sempé são mais conhecidos por serem os criadores de Asterix, sem dúvida, um dos melhores entretenimentos infantis de todos os tempos. O que pouca gente sabe é que a dupla não produziu apenas as fantásticas histórias do simpático guerreira gaulês, mas, também foram autores de tantas outras obras fascinantes, entre elas, Nicolau. O filme "O Pequeno Nicolau" não é só uma mera adaptação de tirinhas para o cinema, mas, antes de tudo, é uma bela homenagem à toda obra de René e Sempé



"Marcas da Violência"
Pra falar a verdade, o diretor David Cronenberg sempre teve um apreço pelas histórias em quadrinhos, mas, foi com a adaptação de "Marcas da Violência" que isso ficou claro de vez. Talvez o melhor filme do cineasta na década passada mostra Viggo Mortensen como um pacato pai de família, cujo passado vai sendo revelado aos poucos. Tudo no filme é seco e brutal (como uma boa HQ para adultos tem que ser).



"Sin City - A Cidade do Pecado"
A versão de "Sin City" para cinema elevou a palavra "fidelidade" a um patamar nunca antes visto. Não que toda a obra de Frank Miller não fosse cinematográfica por natureza, porém, o que o diretor Robert Rodriguez fez foi um primor, transportando para a tela grande toda a aura de violência, solidão e ironia da Cidade do Pecado. Tudo unido a uma técnica inovadora de captação de imagens, que praticamente transformaram as cenas num "quadrinho em movimento". Simplesmente, fantástico.



"Oldboy"
Os mangás japoneses começaram a ter destaque há alguns anos atrás, chegando a competirem com o poderoso mercado norte-americano. Com uma escrita densa, histórias por vezes muito sombrias e personagens muito bem escritos, eles serviram como uma "válvula de escape" para o leitor que sempre buscava algo diferenciado. E, para o cinema, uma das mais impressionantes passagens de um mangá para a sétima arte foi o violento, cerebral e perturbador "Oldboy", num estilo que ainda serve como referência para muita produção feita hoje em dia.



"Azul é a Cor Mais Quente"
Quase sempre pontuados por seres fantásticos, é difícil encontrar um puco de humanidade em muitos quadrinhos, com histórias cotidianas que, simplesmente, podem estar acontecendo conosco. "Azul é a Cor Mais Quente" pega esse ponto mais intimista para contar uma cativante história que, independente da orientação sexual das protagonistas, poderia representar os problemas de qualquer um que estivesse passando por crises sentimentais. A competente versão cinematográfica mantém isso de maneira tocante e muito natura.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…