Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Abril, 2016
Debate Sócio-Político

#Ocupem #a #Política

O primeiro manifesto do Maguebeat, "Caranguejos com Cérebro", falava de URGÊNCIA, palavra que vem a calhar neste momento. Só que as veias entupidas não são somente as do Recife, mas, as de todo um país. Conservadorismo no Legislativo, no Judiciário, na Grande Mídia, e o que sobra? As lutas populares; essas, ainda não cooptadas por completo. Mas, está sendo justamente em Recife um dos atos de resistência mais interessantes nos últimos dias: o Acampamento pela Democracia, na Praça do Derby, bem no centro da cidade. Passando pelo local, já dá pra perceber qual é a intenção daquele pessoal: discutir política. Ponto. Mas, não aquela política engessada, partidária, e, sim, aquela com plena participação popular, conquistando direitos porque é nossa obrigação tê-los. Não à toa, o debate ocorrido na noite desta sexta-feira, dia 29, foi sobre a democratização da comunicação. E, os convidados para a conversa não se fizeram de rogados: discutira…
DICA DE DISCO

"Destemida" (2016)
Artista: Bande Dessinée.


Falar que uma banda hoje em dia é pop virou quase uma ofensa. Não que não tivéssemos ótimos representantes da música popular no Brasil em outras épocas (de Luiz Gonzada, passando por Raul Seixas, até Secos e Molhados, chegando num Novos Baianos), mas, é que a qualidade do pop atual está tão lá embaixo, que é tarefa hercúlea achar algo que preste nesse gênero. Por isso, este disco da Bande Dessinée é reconfortante: tem músicas pra cantar junto, e ainda assim, é um trabalho bem elaborado, descendo redondo.

Tudo chega a ser muito simples no som do grupo aqui. As letras vão na mesma pegada. E, apesar disso, funciona (e, muito). Claro que contribuiu o fato de ter havido mudanças na formação da banda: saíram o baixista Bruno Vitorino e o tecladista André Sette, permitindo assim que o tecladista Ed Staudinger contribuísse mais nas composições, ao lado do guitarrista Barro. O resultado é uma bem-vinda mescla de ritmos e textura…
Lista

10 DISCOS PARA SE OUVIR REVOLTADO!


Existem aqueles momentos em que podemos ficar ansiosos com o que está à nossa volta. Daí, pode nascer aquele sentimento de revolta contra tudo e contra todos. No mundo da música, já tivemos inúmeros casos de discos e canções que parecem que foram feitos para instigar o ouvinte a sair por aí protestando. E, são esses álbuns que estão aqui nesta lista, uma compilação do que de melhor a música já fez para canalizar o espírito de revolta inerente a todo e qualquer ser humano.

Pra rua!


10º 
"System of a Down"
System of a Down
1998
A estreia dos malucos do System é simples e orgânica como tem que ser. Sem meias palavras, as letras refletem o bom e velho espírito de revolta juvenil, que sabe muito bem aonde atacar. Destaque para "Know" e a balada "Spiders". E, como diz a composição "P.L.U.C.K.", que fecha o disco: "Revolution it's only solution!"


9º 
"War"
U2
1983
Hoje em dia, o U2 pode estar exce…
Debate Sócio-Político

LAICIDADE EM RISCO


Nos últimos anos, é crescente o número de religiosos (principalmente, de denominação cristã) no Congresso Brasileiro. Isso era de se esperar, visto que o número de evangélicos, por exemplo, vem subindo a cada ano, e seria lógico que essa parcela da população iria querer representatividade na política. Isso é ruim? Em tese, não, pois, cada setor da sociedade tem o direito de eleger representantes públicos para lutar pelos seus interesses. Faz parte do processo democrático. O problema é quando esses interesses tomam ares de privilégios despropositados, ameaçando, inclusive, os direitos de outras parcelas da população (caso das mulheres e LGBT's). Dentre os grupos religiosos que vem se mostrando nocivos ao conceito de Estado Laico no Brasil, o mais notório é a Bancada Evangélica. Desde sua "formação oficial", tramitam projetos de lei dos mais absurdos.

Com base nisso, segue, agora, uma lista com alguns desses projetos que, entre outra…
Dica de Filme

"Ken Park" (2002)
Direção: Larry Clark e Ed Lachman.


Desconstruir a família tradicional e outros dogmas sociais tem feito muito bem ao cinema. De cara, lembramos do clássico moderno "Beleza Americana". Mas, existem aqueles filmes mais underground que conseguem se tão bons quanto, e até mais naturais ao exporem os miseráveis dramas humanos. "Ken Park" é uma dessas bem-sucedidas empreitadas. E, como era de se supor, causou polêmica na época de seu lançamento, apenas por conta de uma cena explícita de sexo oral. Evidentemente, o filme tem bem mais a oferecer do que isso, e toda a celeuma hipócrita quanto à tal cena se mostrou vazia no final das contas.

O Ken Park do título se trata, na verdade, de um garoto, que logo no início da produção, comete suicídio na frente de vários conhecidos seus. Mas, como iremos perceber, isso acaba não sendo o principal da trama, e sim, quem gira em torno de Ken Park. Para isso, acompanhamos o cotidiano de alguns jo…
Dica de Filme

"A Hora da Zona Morta" (1983)
Direção: David Cronenberg.


Ah, os anos oitenta... Excelentes tempos do bom cinema hollywoodiano, aonde as grandes produções não agrediam nossa inteligência, e as histórias eram, de fato, fascinantes. Claro, leva pontos a favor termos aqui dois mestres do gênero "horror" em suas melhores formas: o diretor Cronenberg e o escritor Stephen King. Interessante notar, no entanto, que "A Hora da Zona Morta" não é, necessariamente, um filme de horror, apesar de ser genuinamente assustador. Só que não temos monstros ou fantasmas assombrando pessoas, e sim, a velha maldade humana colocada em alegorias muito boas ao longo do enredo.

Começamos conhecendo o professor Johnny Smith, que leva uma vida comum, pacata, inclusive, até alheio ao que está à sua volta. Tem um bom emprego e nutre uma paixão pela sua companheira de profissão Sarah Bracknell. Tudo muda quando sofre um acidente de carro, e passa inacreditáveis cinco anos em …
Dica de Livro

"Satã em Gorai"
Autor: Isaac Bashives Singer
Ano de lançamento: 1933.


"Mas, agora maus dias sobrevieram a Gorai. Seus melhores cidadãos eram trucidados. A maior parte dos homens que sobreviveram eram jovens. Embora a terra estivesse em paz, o medo de novas tribulações nunca abandonava os judeus. Pior do que tudo, nessa época em que a unidade era mais necessária, cada homem seguia seu próprio caminho, não querendo mais dividir a responsabilidade geral. Muitas vezes, Rabi Benisch convocou uma reunião, só para ver os cidadãos cochilarem ou ficarem a bocejar de olhos fixos nas paredes. Eles concordavam com tudo e não executavam nada."
As tradições que nos são ensinadas ainda na infância nos perseguem para o resto da vida. Mesmo que lutemos contra, buscando novos horizontes, novas ideias, algo desse período fica enraizado na alma, e influencia de alguma maneira nossas ações. O escritor Bashives Singer parecia viver atormentado pela tradição judaica à qual fora…
Debate Sócio-Político

O GRANDE ERRO DE DILMA


A política é uma arte, já dizia o filósofo. E, como toda arte, ela também possui os seus gracejos, as suas particularidades e exige um certo grau de "esperteza". Infelizmente, é assim que a política brasileira funciona, não tem jeito. Tendo nós, o povo, o eleitor médio, como cúmplices de tudo o que não presta nesse meio. Não raro, achamos normal, ou até "necessário", que certas atitudes sejam tomadas em nome do que se acostumou chamar de "governabilidade". Em suma, para um representante público exercer seu cargo, precisa vender sua alma para Deus e para o Diabo em doses iguais. E, talvez tenha sido esse o maior erro de Dilma no cargo de presidente.

Ela, simplesmente, não soube como lidar com alianças que, como todos sabem, são fadadas ao fracasso, pois cobram um preço muito alto. Desde a gestão extremamente corrupta de Sarney, no final dos anos 80, pós-redemocratização, já mostrava, claramente, que um determinad…