Pular para o conteúdo principal
DICA DE FILME

"CUCHILLO DE PALO" (2010)
Direção: Renate Costa.


Não é nada fácil realizar um documentário. Simplesmente expor os fatos pode trazer o risco da obra ser maniqueísta, distorcendo a realidade, e fazendo com que o espectador seja induzido a pensar de tal maneira. Num filme de ficção, esses artifícios são até justificados, pois a imaginação que envolve sua criação é o combustível necessário para que seja feito, mesmo que "baseado em fatos reais". Num documentário, estamos lidando com a realidade, apesar desta vim em fragmentos. Portanto, o cuidado é sempre maior, e não raro esse tipo de produção é apenas e tão somente um produto partidário.

Mas, o que dizer de um documentário baseado na sua experiência familiar, e filmado por você mesmo? Pois é isso que a diretora Renate Costa propõe de maneira brilhante aqui. A estória (verídica) trata do período da ditadura militar paraguaia, sob o domínio de Alfredo Stroessner. Ao lado da chilena e da argentina, essa foi uma das mais sangrentos ditaduras da época. A produção tem o seu foco em Rodolfo, tio de Renate Costa, que foi preso após ser colocado numa lista de 108 homossexuais, acusados de um crime de abuso sexual que chocou o país em 1980. Lembrando que o filho homossexual do ditador Stroessner também foi colocado na tal lista, mas nada sofreu. E, tudo indica que Rodolfo foi usado como "bode expiatório" para esse caso. O documentário é um tour de force de Renate em encontrar qualquer pista que possa reavivar o passado de seu tio, brutalmente torturado nos porões da ditadura, e falecido algum tempo depois devido às sequelas de tal violência.


O mais incrível de tudo? Com a exposição de um tema tão pesado envolvendo a própria família, a diretora não consegue ser maniqueísta. Ao contrário: utilizou seu drama particular para construir uma ode pungente contra todo e qualquer sistema autoritário, e pelo respeito às diferenças humanas, sejam elas de ordem religiosa, política, ou de opção sexual. Nesse sentido, é interessante notar a postura do pai de Renate, irmão de Rodolfo, que se recusa a falar sobre o caso abertamente, tendo a religião como seu escudo protetor. Ela, mesmo não concordando com sua postura, respeita seu ponto de vista.

Diante de tudo isso, "Cuchillo de Palo" é um filme obrigatório por tratar de vários temas (governos ditatoriais, intolerância, cegueira religiosa, relações familiares...) sempre de forma direta e emocionante (sem ser piegas). Esse hiper realismo pode incomodar um pouco quando nos lembramos que se tratam de acontecimentos verídicos. E, é isso que todo bom documentário faz, mesmo que o preço para o seu realizador (como acontece aqui) seja um doloroso acerto de contas com o passado.



NOTA: 9/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Lista Especial Final de Ano

20 MELHORES DISCOS DE 2017


Este ano, em termos de música, foi um pouco melhor do que 2016, indiscutivelmente. Novos artistas mostraram trabalhos maravilhosos (Triinca, Royal Blood, Rincon Sapiência, Kiko Dinucci), ao mesmo tempo que alguns da velha guarda voltaram com tudo, em discos que parecem de início de carreira (Accept, Living Colour). 
Além disso, tevemos obras das mais variadas teméticas, desde a banda instrumental Macaco Bong fazendo uma reeleitura pra lá de insana do clássico "Nevermind", do Nirvana, até artistas como Rodrigo Campos, Juçara Marçal e Gui Amabis, que, com "Sambas do Absurdo", emularam à perfeição a obra do filósofo Albert Camus. 
O resultado desta excelente miscelânea sonora está aqui, numa lista com os 20 melhores discos lançados neste ano que passou, cada um com cheiro e gostos diferentes, mas, que, de forma alguma, são indigestos.
Bon appétit. 🍴

20º
"In Spades"
The Afghan Whigs


19º
"The Rise of Chaos…
Dica de Filme

"As Fitas de Poughkeepsie" (2007)
Direção: John Erick Dowdle.


A maldade humana já gerou filmes verdadeiramente perturbadores, mas, que, muitas vezes, são feitos de forma apelativa, sempre expondo mais violência, como numa forma de fetiche, do que propondo alguma forma de reflexão. Exemplos desse desserviço cinematográfico são muitos, e não vou citá-los aqui, porque só servem mesmo para alimentar mentes doentias. Porém, existem aqueles filmes que conseguem fugir dessa regra, e conseguem propor algo válido, ao mesmo tempo que assustam bastante. É o caso deste "As Fitas de Poughkeepsie".
Primeiramente, é bom que se diga que ele se trata de um falso documentário, usando a (hoje batida) técnica de found-footage, que consiste em apresentar filmagens de maneira amadora, aumentado o tom realístico da obra. O resultado, pelo visto, deu certo. Quando "As Fitas de Poughkeepsie" foi exibido pela primeira vez no conceituado Festival de Trapeze, em Nova Ior…