Pular para o conteúdo principal
DICA DE LIVRO

"A REVOLUÇÃO DOS BICHOS", escrito por George Orwell, em 1945.




Por muito tempo, relutei em ler este livro. Oportunidades apareciam, mas sempre adiava me debruçar nele por algum motivo. E, eis que surgiu uma chance ao final do ano de 2013. Providencial? Se levarmos em consideração que esse foi um ano turbulento em termos de revoltas e manifestações sociais, principalmente no Brasil, creio que o li no momento ideal.

Pra começar, Orwell se vale de alegorias, não sendo necessariamente direto em suas abordagens críticas, o que é excelente. Assim, a mensagem é passada com mais naturalidade. E, a ideia básica dele foi traçar um paralelo entre a sociedade e uma fazenda com bichos diversos, com muitas representações e nomes de personagens que fazem bastante sentido. Em determinada situação, um porco de nome sugestivo de Major faz um inflamado discurso de liberdade aos animais do local, indagando o porquê deles serem escravizados, enquanto os humanos ficavam com todas as regalias.




Eis um pouco de suas palavras:

"A vida do animal é feita de miséria e escravidão: essa é a verdade nua e crua. Será isso, apenas, a ordem natural das coisas? Será esta nossa terra tão pobre que não ofereça condições de vida decente aos seus habitantes? O Homem é a única criatura que consome sem produzir. Basta que nos livremos do Homem para que o produto do trabalho seja só nosso."

Perceberam?

Esse discurso, tão "apaixonado", não se diferencia em nada do palavreado de muitos líderes populistas que vemos por aí. A platéia de bichos da fazenda fica estupefata com o que Major diz, tanto quanto a platéia que hoje aplaude certos tipos de políticos. No livro, a partir desse momento, a fazenda passa a ser comandada pelos porcos, que se julgam os únicos capazes de levar os bichos a se libertarem da tirania do Homem. No entanto, dois deles, Bola de Neve e Napoleão, passam a disputar a liderança, e após um "golpe" dado por Napoleão, este se torna soberano do lugar.




A fábula de Orwell é de uma verdade desconcertante ao criticar abertamente o poder político concentrado nas mãos de um megalomaníaco vaidoso. As ações de Napoleão, na fazenda, visam somente enaltecer sua imagem; nada mais. Em determinado momento, mentiras contadas passam a mascarar a verdade histórica dos fatos. Por exemplo, Bola de Neve foi quem comandou uma ofensiva aos humanos em sua primeira retaliação à revolução do bichos. Depois, disseram que ele, na verdade, estava fugindo das pessoas, e os animais acreditaram. Por fim, convenceram a todos de que Bola de Neve foi cúmplice dos humanos, e todos, por falta de memória, acataram. A arte imitando a vida?

Quando alguns poucos bichos ameaçam uma ofensiva à ditadura de Napoleão, são rechaçados e silenciados de todas as formas, do terror psicológico à execuções sumárias na frente de todos. Ao final, porcos e homens, ambos sob duas patas (!!!), juntam-se, unem forças para explorar ainda mais os animais da fazenda, e, consequentemente, confundem-se, tanto física como moralmente.




A atemporalidade dessa obra de Orwell se mostra bem clara quando, por ignorância da própria sociedade retratada nela, o autor foi acusado de comunista no lançamento do livro, e, anos depois, na Guerra Fria, "A revolução dos Bichos" foi tida como uma alegoria anticomunista. Ou seja, ninguém entendeu nada! Não se trata de sistema político "A" ou "B", mas como o poder, concentrado nas mãos de poucos, provocam a exploração de muitos, e de como a tirania de um líder leva, perigosamente, a uma ditadura, sem direito a contestação ou pensamento livre. Algo, pois, presente em qualquer lugar do mundo, em qualquer época.

Sem chance de ser mais atual que isso...


NOTA: 9,5/10.

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Debate Sócio-Político
Porto Digital Ocupado!
O número de ocupações contra a PEC 55 (que propõe, entre outras coisas, uma profunda reforma no Ensino Médio) cresce a cada dia, e apesar de algumas dificuldades, a maioria mostra que está no caminho certo. No Recife, a mais recente instituição a ser ocupada foi a Escola em Referência de Ensino Médio (o EREM), pertencente ao Porto Digital, e localizada no bairro do Recife Antigo. Tudo começou durante a manhã de quinta (17), após as aulas serem suspensas para a realização de uma assembleia. A decisão pela ocupação do prédio foi feita como forma de antecipar o pior, já que muitos temiam que a direção da escola chamasse a polícia. 
De acordo com uma das integrantes do movimento, a organização do local está sendo feita aos poucos, para que, em breve, possam acontecer eventos, como palestras, exibição de produções audiovisuais, etc. "Ainda está tudo muito recente. Pretendemos, primeiro, limpar e reformar algumas coisas aqui dentro, para depo…
Lista

10 Melhores Discos Nacionais de 2017 (Até Agora)


Sim, meus caros, não está nada fácil. Achar os "10 melhores discos nacionais lançados em 2017 (ate agora)" demandou bastante tempo, mesmo porque, até no meio do cenário indie, anda rolando uma certa mesmice em termos de sons e atitudes, com bandas soando rigorosamente iguais umas as outras. Está faltando identidade e carisma até na nossa música alternativa, infelizmente. Mas, lamentações à parte, esta é uma pequena lista que se propõe a ser um guia atual para quem deseja saber o que anda acontecendo de bom por aí. 
Torcer, agora, para que os próximos meses sejam mais produtivos no sentido de termos mais lançamentos bons como estes.
🎵


10°
"Feeexta"
Camarones Orquestra Guitarrística


"Canções Para Depois do Ódio"
Marcelo Yuka


"Triinca" Triinca

"Galanga Livre" Rincon Sapiência

"Vênus" Tupimasala
Dica Cultural

Festival MIMO 2016
Programação Olinda


MIMO significa Mostra Internacional de Música em Olinda. E, também resistência de arte da melhor qualidade. Nasceu em 2004, na cidade pernambucana que leva seu nome, e que hoje é patrimônio histórico da humanidade. O que não significa que o festival não ocorra em outros lugares, como vem acontecendo há alguns anos. Este ano, por exemplo, em sua 13ª edição, a MIMO já desembarcou em Portugal, e nas cidades brasileiras de Ouro Preto, Tiradentes, Paraty e, nos próximos dias, no Rio de Janeiro. E, claro, haverá espaço para sua cidade natal, Olinda, que irá abarcar inúmeras atrações de peso entre os dias 18 e 20 de novembro próximos.
A seguir, a programação completa da MIMO em Olinda.


CONCERTOS

18 Novembro / Sexta-Feira

Zeca Baleiro - Violoncelo e Piano
18h - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

João Fênix
19h - Igreja do Carmo

João Bosco & Hamilton d Holanda
19h30 - Mosteiro de São Bento / Palco Se Ligaê

Mário Laginha & Pedro Burmes…