Pular para o conteúdo principal

Postagens

Mostrando postagens de Agosto, 2016
Dica de Disco

"Vida Que Segue" (2016)
Artista: Não ao Futebol Moderno


Às vezes, o revival dá muito certo, e, em outras, dá muito errado. Isso porque muitas bandas não conseguem ir além das influências, e não perseguem uma identidade, algo que, minimamente, possa caracterizá-los. À primeira vista, o som da Não ao Futebol Moderno pode soar com,o apenas mais um apanhado de coisas, principalmente, dos anos 80. Ouve-se, com facilidade, Legião Urbana, The Smiths, The Clash, Echo in the Bunnymen, Jesus and Mary Chain e Sonic Youth. Algo mais recente também pode ser identificado, como um quê de Blur, Weezer e Los Hermanos. Uma audição displicente talvez não dê conta de quanto esse disco, no entanto, é bom. Por isso, escutá-lo duas vezes seguidas é recomendável.

Quando se acostuma ao som da banda, percebe-se pequenas nuances aqui e acolá, mesmo em meio a tantas (boas) influências. As três primeiras músicas ("Quase Jr.", "Cansado de Trampar" e "Carlinhos") …
Dica de Filme

"K-Pax - O Caminho da Luz" (2001)
Direção: Iain Softley.


Chega a ser inusitado que alguns filmes sejam tão bons, e, ao mesmo tempo, sejam notórios desconhecidos. Mais inusitado ainda são exemplos como "K-Pax", que possui dois grandes atores em ótimas performances, e mesmo assim, é desdenhado mundo afora. Uma injustiça, pois, trata-se de um filmão, enigmático e muito bonito, com uma história fascinante. Claro, o enredo não é dos mais fáceis de assimilar, pois, ele passa boa parte do tempo apenas dando pistas em cima de uma narrativa mirabolante, e que ainda tem, nas entrelinhas, críticas sociais bem pontuais.
Aparentemente, o roteiro é sem nexo, dando conta de um homem, Prot, que, misteriosamente aparece durante um assalto, e diz que é um viajante de outro planta, K-Pax. Manado pra uma clínica psiquiátrica, ele passa a ser tratado pelo doutor Mark Powell, que, a princípio vê Prot com ar de incredulidade, mas, que depois, passa a sentir dúvidas a respeito…
Dica de Disco

"Melhor do que Ontem" EP (2016)
Artista: Ilíada.


Não tem jeito. Felizmente, entra ano, sai ano, e a cena musical de pernambuco tende a sobreviver, apesar das eventuais dificuldades. Mesmo após o estouro do Manguebeat nos anos 90, não melhorou substancialmente as coisas, tanto é que a única rádio que tocava nossa música de uma maneira geral, a Rádio Cidade, foi extinta, dando lugar à burocrática Jovem Pan. Sem contar os famigerados programas de auditório locais, que insistem em empurrar o tecnobrega goela abaixo. Nesse cenário pouco promissor, mas, que se mostra um desafio e tanto, novas bandas vão surgindo com propostas interessantes. Uma delas é a Ilíada.

Formada no segundo semestre de 2005 pelos amigos Mauri Araújo (baixo) e Sinho (voz e guitarra), o grupo passou por duas formações desde então, e hoje, encontra-se com Fael Lopes (bateria) e Ângelo Antônio (teclado). E, é este quarteto que nos apresenta esse EP, composto apenas de três faixas, mas, que já demons…
Dica de Filme

"Domésticas" (2001)
Direção: Fernando Meirelles e Nando Olival.


O cinema de cunho social no Brasil padece de duas coisas: uma é a falta de humor leve, deixando tudo muito sisudo e pesado (o que é até compreensível) e a outra (esta, bem pior) é o excesso de metáforas, um pedantismo absurdamente chato de um pessoal cult que tenta fazer críticas profundas, mas, acaba deixando tudo muito ridículo ("O Som ao Redor" é um bom exemplo). Já, "Domésticas", primeiro longa do cultuado Fernando Meirelles, escapa de ambas as armadilhas, e nos oferece um retrato simples, porém, contundente sobre a realidade brasileira, sendo engraçado, mas, fazendo críticas diretas, sem covardia.
Acompanhamos o cotidiano de diversas empregadas domésticas, e o mundo que gira ao redor delas. Mas, não só. O filme, em muitas ocasiões, também dá voz a todas, com elas se posicionando frente à câmera, falando de seus anseios, sonhos, preocupações. Um ótimo recurso para quebrar com …
Filme Mais ou Menos Recomendável

"Zootopia" (2016)
Direção: Byron Howard, Rich Moore e Jared Bush.


Há alguns anos, duas animações surpreenderam por seu tom adulto, sombrio e até subversivo: "Wall-e" e "Up - Altas Aventuras". O choque, diga-se, vinha do fato de ambos os desenhos virem de um estúdio tradicionalista como a Disney, mesmo que a grande responsável por eles seja mesmo a Pixar. Porém, tanto um como o outro provaram que as animações poderiam ir bem além dos lugares comuns e dos clichês que permeiam o gênero. De lá pra cá, porém, a Disney lançou algumas continuações caça-níqueis e outros desenhos mais burocráticos, incluindo o tão bem-falado (mas, nada extraordinário) "Divertidamente", do ano passado. Com isso, chegamos a este "Zootopia".

Mais uma vez, é triste dizer, mas, o resultado está aquém do esperado, anos-luz de "Wall-e" e "Up". E, o grande problema aqui parece ser a covardia de seus realizadores. Sim, …
Dica de Documentário

"A Filha da Índia" (2014)
Direção: Leslee Udwin.


Há algum tempo, um escabroso caso de estupro coletivo tomou conta do inconsciente coletivo brasileiro. Como se não bastasse o ato em si ser grotesco, que evidencia a mais alta podridão humana, uma das coisas que chamou a atenção para o caso foi o fato da vítima ter sofrido ataques e agressões (principalmente, nas redes sociais). Frases feitas como "Foi estuprada porque mereceu" ou "Se estivesse na Igreja, não teria acontecido" se tornaram comuns. Tanto homens quanto (inacreditavelmente) mulheres culparam a menina pelo ocorrido. E, eis que, com isso, chegamos ao ótimo documentário "A Filha da Índia".
A produção, feita pela BBC, trata, especificamente, a respeito do horrendo estupro coletivo ocorrido em Nova Delhi, na Índia, em 2012, aonde, após ter sofrido toda a sorte de abusos, uma mulher é abandona em via pública, e morre dias depois no hospital. O documentário é bem fiel ao f…
Dica de Disco

"Remission" (2002)
Artista: Mastodon.


Algumas bandas apenas evoluem o seu som, significando, com isso, que nunca (repito: nunca!) lançaram algo verdadeiramente ruim. O Mastodon é um caso típico. Geralmente, seus lançamentos são ovacionados por público e crítica, e, não raro, eles colocam no mercado "um dos discos do ano". Hoje em dia, a banda faz uma música mais diversificada e trabalhada (puxando bastante para o metal progressivo), mas, eles começaram mesmo com lago mais ligado ao sludge metal, com muita cadência e um peso astronômico. O primeiro disco, "Remission", mostra muito bem isso.

Pra quem se acostumou com um som do Mastodon mais diferenciado (principalmente, nos vocais), talvez estranhe um pouco aqui, já que os guturais imperam. Porém, isso, longe de deixar a música do grupo chata, já evidenciava atitude de sobra, começando a moldar uma identidade que hoje se mostra visível. O que dizer, por exemplo, das duas pancadas iniciais, "…
Dica de Filme

"Martyrs" (2008)
Direção: Pascal Laugier.


Não há como negar que os filmes de terror (principalmente, os hollywoodianos) sofrem de uma falta de criatividade imensa. Atualmente, ou partem pra um horror mais sobrenatural, com toques de drama familiar (não passam de imitações baratas de "O Sexto Sentido"), ou apelam pra litros e litros de sangue (caso dos repugnantes "O Albergue" e "A Centopeia Humana"). São poucos, pouquíssimos mesmo, os que se diferenciam, buscando um equilíbrio nessas fórmulas, e, mesmo assim, continuar sendo perturbadores até a alma. "Martyrs", apesar de alguns erros pontuais, consegue se diferenciar.
Este filme faz parte do novo cinema de terror francês, num movimento apelidado de "New French Extremism", que, como o próprio nome já indica, traz sempre conteúdos fortes, muitas vezes, intragáveis para o público médio, acostumado a tramas mais leves e até sacais. "Martyrs" talvez seja o po…